Conectado por

Aripuanã

Nexa promove ações ambientais junto à comunidade escolar de Aripuanã


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

 

Boas práticas de sustentabilidade foram repassadas aos gestores, professores e alunos da rede pública 

A Nexa, em parceria técnica com a Pacto das Águas e a Sete Ambiental, promoveu encontros de boas práticas ambientais no viveiro de mudas do Projeto Aripuanã, localizado no setor Frei Canuto, com participação da comunidade escolar de Aripuanã. As visitas ao viveiro, realizadas no período de 20 a 25 de novembro, contaram com palestras sobre os processos de preservação e plantio de sementes e ações ligadas à sustentabilidade. Participaram das atividades os gestores, professores e alunos da rede pública de educação. A iniciativa faz parte do Programa de Educação Ambiental (PEA) do Projeto Aripuanã.

No dia primeiro dia de ação, ocorrido na manhã de um sábado, os gestores escolares e o Secretário de Educação, Ermes José dos Reis, foram recebidos com um café da manhã com produtos locais e puderam saber mais sobre as ações socioambientais da empresa pelas equipes técnicas de Meio Ambiente e de Gestão Social da Nexa. Em outra data, o viveiro contou com a presença de alunos do Ensino Fundamental I, do 4º e 5º ano, da Escola Municipal Prof. Wilma Calvi Battisti e da Escola Municipal São José Operário.

Os visitantes aprenderam a coletar sementes e plântulas – processo de quebra de dormência da castanheira –, plantio na sementeira, replantio nos sacos plásticos, além de informações sobre a adaptação climática das plantas e a importância do trabalho de recuperação e preservação das mudas. No total, cerca de 50 pessoas participaram das atividades ambientais.

Segundo José Guilherme Martins, 10 anos, aluno do Ensino Fundamental, foi possível aprender bastante sobre como cuidar das mudas e sementes. “Não precisamos machucar a semente para ela produzir mais rápido, temos que ser devagar.  Sobre como tratar a castanha, aprendi que tem que quebrar a asa da semente para que depois desse processo, ela possa começar a nascer, depois de sete meses”, ensina o adolescente.

 Para a Professora, Elizabete Cavalcante, da E.M. São José Operário, o aprendizado serve para aprimorar os conhecimentos relacionados à Educação Ambiental. “Desenvolvemos algumas ações ambientais na escola, envolvendo o plantio de mudas. O trabalho desperta nas crianças a importância do cuidado e preservação para que esses frutos possam ser colhidos. Nada melhor que o campo para que eles possam aprender na prática os cuidados com o meio ambiente”, avalia a professora.

 Na opinião da diretora Edna Simão, o processo de conscientização ambiental ajuda a influenciar na educação familiar. “Com as informações repassadas, os alunos levam para seu ambiente familiar. A partir disso, conseguimos construir um futuro consciente para lidar com o meio ambiente e preservá-lo por mais tempo”, enfatiza a diretora.

 A Gerente de Meio Ambiente da Nexa, Caroline Scherer, pontua que devido à pandemia, as ações foram planejadas a partir da retomada das aulas presenciais, mantendo todas as medidas de proteção contra a covid-19. “O objetivo é despertar a consciência ambiental nos alunos e professores das escolas das redes municipal e estadual de Aripuanã. Para assim, promover a conscientização sobre a importância de preservar as árvores, construindo valores sociais e conhecimentos sobre o meio ambiente.

Viveiro de Mudas: Estruturado em uma área com cerca de 3.300 m2, já foram cultivadas cerca de 45 mil plantas. Foram produzidas mudas de 102 espécies ao todo e atualmente o espaço possui 10.146 mudas de 68 espécies. Produzidas no viveiro, as mudas visam atender aos objetivos dos programas de Resgate e Conservação da Flora, Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD), Subprograma de Compensação Ambiental por intervenção em APP e por Supressão de Indivíduos.

Assessoria: Francielle Mesquita

Publicidade
CRÉDITO JÁ - EMPRÉSTIMOS
Casas De Apostas Online

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento