Conectado por

Mato Grosso

Rapel envolve segurança, aventura e adrenalina em Aripuanã

Publicado por

em

O Rapel vem sendo idealizado há alguns anos, e veio com o intuito de promover eventos para pessoas com interesse na prática dessa modalidade. A Equipe Vertical Adventure de Campo Novo do Parecis-MT, esteve no município com a finalidade de mostrar que as pessoas podem sair da rotina e se aventurar em novas experiências. Cada convidado foi instruído e acompanhado na prática, do início ao fim, em sua experiência em meio às maravilhas naturais de Aripuanã.

Continua após a publicidade

A Cachoeira escolhida desta vez foi o Salto das Andorinhas, que é um dos cenários preferidos para os praticantes da modalidade, envolvendo diversão, mas com responsabilidade, e o objetivo de preparar para as adversidades na altura. O rapel ou qualquer outra modalidade é realizado com equipamentos certificados e em sua maioria importados. Todas as descidas com as cordas foram realizadas com acompanhamento de instrutor.

Segundo o instrutor Ademar Gomes Laurindo, o público que pode praticar a atividade é bastante amplo. “Qualquer pessoa que queira fazer uma atividade na natureza e com adrenalina. Só não é recomendado para quem tem problemas cardíacos ou medo de altura. Apesar da minha experiência, foi uma sensação maravilhosa desbravar esse local encantador, paredões encravados em pedras, que ficam nas laterais da cachoeira, foram utilizados com muita adrenalina”, destaca Ademar.   

Ainda conforme o instrutor, a preocupação com a integridade física de todos os participantes é perceptível no acompanhamento do profissional e nos equipamentos utilizados. “Nesta área, foi possível a observação da presença marcante de uma vegetação e floresta natural e espécies exóticas, como orquídeas, que acaba impactando o ambiente. Lá de cima da pedreira, enquanto você espera novamente para se aventurar, a vista das cachoeiras é impressionante”, enfatiza o instrutor.

Para o iniciante Jair da Silva, a nova experiência não poderia ter sido melhor. “Foi maravilhoso, não tenho palavras. Fiquei com vontade de descer de novo”. Jair é guia de turismo, e agora se arrisca na nova modalidade. “Recomendo a prática de qualquer esporte, faz bem e nos deixa inspirados, principalmente com todo esse potencial no município”, acrescentou.

O profissional de aventura e segurança Ademar Gomes Laurindo, conhecido no meio por Ademar Rapel, convidou alguns aripuanenses para a prática dessa modalidade, onde proporcionou mais uma atividade repleta de adrenalina no município. Ademar tem 40 anos de idade e 25 anos dedicados à prática de rapel, sendo 15 deles como instrutor da modalidade radical. Ele também se destaca como instrutor de intervenção rápida GIR/MT.