Conectado por

Mato Grosso

Promotor de Justiça critica duramente realização do carnaval com dinheiro público em Juína


Compartilhe:

Publicado por

em

O promotor de justiça civil, Marcelo Linhares fez críticas a realização do carnaval de Juína bancado com dinheiro público. O assunto divide opiniões na cidade, onde muitos juinenses concordam que não deveria usar dinheiro de verbas públicas para promover eventos como carnaval, no entanto, outros já apóiam a iniciativa do executivo.

Em entrevista ao programa “Pauta Livre” da rádio Band FM Juína, o promotor fez duras críticas a realização de carnaval com dinheiro público.  O promotor ressalta que é um absurdo se gastar uma fortuna em um evento desses, porém, os secretários da atual gestão e até mesmo o chefe do executivo insistem em dizer que estão gastando dinheiro destinado à cultura que está previsto no orçamento anual votado pelos vereadores da cidade e sancionado pelo prefeito.

No caso do carnaval o promotor Marcelo Linhares, pontuou que o executivo não tem que insistir em dizer que já é uma verba prevista para se gastar no evento, cabendo ao mesmo não prever o gasto para tal ação, e mesmo aprovado, o prefeito pode alterar, e remanejar o orçamento destinando-o para uma ação que realmente beneficia a população.

Linhares ressaltou ainda que a cultura não é só carnaval, pode se investir em aulas para grupos de danças que além de incentivar a juventude, o projeto do grupo de dança poderá ser praticado o ano inteiro, e também estaria tirando os adolescentes das ruas e dando oportunidade aos mesmo de aprender realmente a prática da arte e cultura, e não torrar todo esse dinheiro em somente quatro dias.   

O promotor ainda sugeriu que parte do dinheiro usado na promoção do carnaval de rua de 2019, poderia ser usada para realizações de cirurgias de cataratas, onde as mesmas custam aproximadamente  R$7.000.00, que bastava o chefe do executivo fazer uma lei alterando a destinação dos recursos e remanejamentos.         

Juína é uma cidade mais pobre que a cidade de Sorriso e poderia seguir o mesmo exemplo de abrir mão de gastar dinheiro “festa”, pontuou o promotor.  

O carnaval popular de Juína aconteceu de 2 a 5 de março no centro de eventos, onde a poucos dias da festa começar já haviam sido investidos aproximadamente R$ 137 mil, conforme relatórios apresentado pelo vereador Aelcio Moreira nesta semana. Na semana anterior, o prefeito Altir Peruzzo havia confirmado que os valores poderiam chegar em torno de 150 mil reais para realizar o carnaval popular.

O promotor ressaltou que realizar carnaval hoje é uma ideia antiquada citando o projeto do executivo em promover festa ao povo.

– O prefeito foi eleito. Compete a ele gerir prioridades, ele entende que é uma forma de o povo divertir, eu não penso como ele. Eu acho que esse pensamento é retrógado.  Já passou da hora da gente parar de gastar dinheiro com esse tipo de festa. Está na hora de usar esse dinheiro para cultura uma coisa permanente que ocupe nossos jovens, uma coisa que crie noção de comunidade, e cultura tem essa força de juntar, não vamos gastar dinheiro com festa a toa que vai dar dor de cabeça de madrugada, para a polícia, para o MP e judiciário –  concluiu o promotor de justiça Marcelo Linhares.

Recentemente o Ministério Público de Contas enviou um comunicado recomendando para que as prefeituras não utilizassem o dinheiro público para promoção do carnaval e usou o município de Juína como referência.

(Fonte: Juína News)

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *