Conectado por

Geral

Policiais de Juína enfrentam viagem para alertar indígenas sobre uso de drogas e álcool

Publicado por

em

Sobre as águas do Rio Juruena, policiais militares de Juína enfrentaram horas de viagem a barco e mais de 100 km de estrada de terra no mês Junho para alertar 500 indígenas das aldeias da etnia Rikbktsa sobre a entrada de drogas ilícitas e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e tabaco nas comunidades indígenas da região.
O aumento de índios envolvidos em ocorrências de acidentes de trânsito com vítima fatal, em decorrência de embriaguez ao volante, casos de violência doméstica e outros transtornos causados pelo uso abusivo de álcool e drogas, motivou os policiais a levar para aldeias palestras educativas sobre os danos à saúde causados pelo uso do tabaco, entorpecentes  e o consumo excessivo de  bebidas alcoólicas nas comunidades indígenas.
Cerca de 500 índios, entre adultos, crianças e idosos de 16 aldeias da etnia Rikbakts, receberam informações preventivas. Das aldeias visitadas, em quatro delas só foi possível chegar por meio de embarcação pelo Rio Juruena. 
O sargento Rodrigo Deniz Araujo, que ministrou algumas das palestras nas aldeias, conta que o trabalho é preventivo e de alerta mesmo, visto que o consumo de álcool está causando muitos acidentes de trânsito com índios em torno das aldeias, a ponto de alguns condutores virem a óbito, principalmente motociclistas. O sargento diz ainda que outro problema é a entrada de drogas ilícitas nas aldeias, que vem ameaçando a identidade cultural dos povos indígenas.
“Vem aumentando o uso de drogas licita e ilícitas dentro das aldeias. Os índios vêm enfrentando problemas de saúde também por consumo excessivo de bebidas alcoólicas e tabaco. Nós mostramos que esses vícios estão acabando com a cultura deles, e a identidade indígena. Então nós levamos vídeos impactantes sobre os danos causados pelo  uso dessas drogas, passamos orientações e apontamos alguns caminhos para sair desses ciclos viciosos. Nós mostramos também que essas coisas estão aumentando os índices de acidentes de transito e criminalidade, afetando toda comunidade” , explica o sargento.
A ação é coordenada pelos policiais do 20º Comando Regional de Policia Militar de Juína e realizada desde 2011. As visitas nas comunidades indígenas acontecem duas vezes ao ano na região. A equipe é formada por três militares que são instrutores do Programa Educacional de Resistência às drogas (Proerd) e atuam nas aldeias em conjunto com profissionais da Casa de Saúde Indígena (Casai).
Juína News
Juína News

Continua após a publicidade
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *