Conectado por
Governo de Rondônia

Acre

Onze pessoas foram assassinadas em Rio Branco nos primeiros 16 dias do mês de agosto, aponta Segurança

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Dados da Segurança Pública do Acre (Sesp-AC) mostram que nos primeiros 16 dias do mês de agosto, 11 pessoas foram assassinadas em Rio Branco. Os números foram divulgados na quinta-feira (16).

Ainda segundo o levantamento, os números apresentam uma redução comparados ao mesmo período de 2017, quando houve 16 mortes entre 1º e 16 de agosto. A redução foi de 31% entre os períodos avaliados.

Um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado no início do mês de agosto, mostrou que a capital acreana lidera o ranking das maiores taxas de mortes violentas, com 83,7 por 100 mil habitantes, seguida de Fortaleza (CE), com 77,3, e Belém (PA), com 67,5.

Nesta segunda-feira (20), o delegado Getúlio Teixeira falou que a redução no número de mortes registradas é resultado do reforço na equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

“Também é resultado de novas prisões. Nos últimos 15 dias conseguimos apresentar para sociedade a prisão de pessoas de alta periculosidade que estavam cometendo diversos homicídios”, complementou.

Quatro mortes em um dia

O primeiro dia do mês de agosto foi marcado por mortes e tentativas de homicídio. Quatro pessoas foram assassinadas e outras cinco ficaram feridas em bairros de Rio Branco. Duas das vítimas baleadas ficaram feridas durante um suposto assalto na Baixada da Sobral.

Robson do Nascimento Magalhães foi preso dois dias depois, suspeito de matar três dessas pessoas. Segundo a polícia, ele era o atirador e o piloto da motocicleta usada nos crimes.

Além dos homicídios, o jovem Rodinei Rodrigues Cavalcante foi morto durante um latrocínio. A polícia diz que ele voltava para casa depois do trabalho quando foi abordado por dois homens, no bairro Aviário.

Ainda segundo a polícia, Cavalcante estava com um primo e entregou os pertences à dupla, mas foi baleado e morreu no local do crime.

Após os diversos atentados e mortes, a Segurança Pública lançou a operação Ronda nos Bairros com bombeiros, agentes penitenciários, policiais militares e civis nas ruas. O objetivo é reforçar a seguranças no período noturno em Rio Branco.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *