Conectado por
Governo de Rondônia

Cuiabá-MT

Mesmo com filas em postos de combustíveis, motoristas apóiam movimento de caminhoneiros

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Com a chegada dos caminhões de combustível nos postos de abastecimento de Cuiabá, grandes filas de carros e motos se formaram nas avenidas nesta segunda-feira (28). Em alguns pontos os motorista chegaram a ficar mais de uma hora na fila, na esperança de encher o tanque. Mesmo com a dificuldade eles demonstraram apoio à causa dos caminhoneiros nas estradas, responsável pela escassez de combustíveis.No posto BR da Avenida Miguel Sutil foram entregues 30 mil litros de etanol e 15 mil de gasolina neste domingo. A venda dos combustíveis começou a ser feita às 6h de hoje (28). A gerência do posto afirmou que uma grande fila já se formava no local mesmo antes do posto abrir.

O gerente de eventos Renato Miranda ficou mais de 1h30 na fila para abastecer Etanol. A fila, quando chegou, chegava à Avenida do CPA. Apesar do transtorno, ele apóia a greve dos caminhoneiros.

“Vou colocar meio tanque só porque acredito que em 48 horas o abastecimento deve estar normalizado. É uma situação que a gente nunca imaginou passar no Brasil né, porque somos um dos maiores produtores de etanol, somos autosuficientes, mas a gente sabe que esta é uma briga muito maior, a categoria que move o Brasil realmente são os caminhoneiros e o preço do diesel é uma coisa absurda no país, falta um pouco de política publica para ter preços coerentes”.

Em todos os postos a preocupação dos consumidores é, naturalmente, ficar sem combustível para poder trabalhar. A maioria procurava encher o tanque e mesmo com as dificuldades apóiam o movimento dos caminhoneiros.

A mobilização foi proposta pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e iniciou na manhã da última segunda-feira (21). Em razão dos pesados impostos e do baixo valor dos fretes, a categoria afirma que enfrenta uma grave crise e articula ações em todo o país para evidenciar o descontentamento com a atual política econômica.

Em decorrência dos bloqueios, já houve falta de combustíveis e também de alguns produtos em supermercados. Em alguns postos os gerentes avaliam que os combustíveis devem acabar no meio da tarde de hoje.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *