Conectado por

Mato Grosso

Janaina Riva anuncia R$ 2,1 milhões para produção na região de Poconé

Publicado por

em

Continua após a publicidade

Sessenta e oito famílias do Município de Poconé (localizado a 103 quilômetros de Cuiabá) da Associação de Produtores Rurais Santa Tereza serão beneficiadas com R$ 2,1 milhões para industrialização e beneficiamento da castanha do Baru, leguminosa extremamente nutritiva e proteica, de cuja castanha é possível extrair óleo, farinha, dentre outros subprodutos.

O anúncio será feito na manhã desta terça-feira (24.04), no assentamento Santa Tereza, pela deputada estadual Janaina Riva (MDB), às 8 horas, em Poconé. O recurso, para implantação dessa agroindústria, é oriundo do Ministério da Integração Nacional e só se viabilizou por que o projeto de autoria do economista Maurício Munhoz, membro da equipe da parlamentar, foi o vencedor do Prêmio Celso Furtado de Economia.

A premiação foi concedida pela pesquisa “ Agroecologia na Fronteira”, na categoria Faixa de Fronteira. Mauricio conta que ao vencer o prêmio, o Ministério pediu que dentre os municípios pesquisados por ele, escolhesse um para o desenvolvimento do projeto piloto. Segundo ele, a agroecologia é uma nova forma de se estruturar o modo de produção na agricultura.

“A minha pesquisa foi bem ampla e por se tratar de agroecologia teria que ser produção sem uso de defensivos agrícolas. E foi aí que o Baru entrou pelo fato de sua produção preencher os requisitos. A deputada Janaina Riva pediu que eu conversasse com os prefeitos e conhecemos esse assentamento de Poconé que já produzia o Baru. O objetivo é fomentar uma agricultura limpa no Estado”, explica.

A deputada Janaina Riva acredita que o investimento para implantação da agroindústria irá mudar a realidade dos produtores locais. “O beneficiamento da castanha do Baru vai agregar valor à produção desses assestados. Isso se torna um mecanismo de mudança de vida e de perspectivas para essas 68 famílias. Além de tudo, tem a valorização da preservação ambiental da produção sem agrotóxicos”.