Conectado por

Estudo

Hidroxicloroquina não ajuda quem tem sintomas leves de Covid-19, diz estudo


Compartilhe:

Publicado por

em

Cientistas da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, publicaram estudo nesta quinta-feira (16/7) na revista Annals of Internal Medicine. Segundo a pesquisa, a hidroxicloroquina não beneficia pacientes com sintomas leves da Covid-19.

Por meio de um ensaio clínico randomizado, eles avaliaram 491 adultos com o novo coronavírus. Durante cinco dias, a metade dos pacientes recebeu tratamento com a hidroxicloroquina, enquanto os outros tomaram placebo.

A análise após duas semanas concluiu que não houve diferença significante na evolução da doença nos dois grupos. Para se ter uma ideia, a taxa de mortalidade foi idêntica: 0,4%.

Cerca de 24% do grupo que recebeu o tratamento com o fármaco tiveram sintomas durante os 14 dias, contra 30% dos que tomaram placebo. No primeiro grupo, apenas 2% precisaram ser hospitalizados, enquanto o segundo grupo foram 3%.

O estudo norte-americano também revelou que 43% daqueles que tomaram hidroxicloroquina tiveram efeitos colaterais, sendo problema gastrointestinal o mais comum. Entre os pacientes que tomaram placebo, 22% disseram ter sentido efeito colateral.

Sem evidência científica

Os pesquisadores da Universidade de Minnesota já haviam publicado outro estudo, em junho, em que mostraram a ineficiência da hidroxicloroquina na prevenção de doenças.

“Em conjunto, não há evidências convincentes de que a hidroxicloroquina possa prevenir a Covid-19 após a infecção ou reduzir a gravidade da doença após o desenvolvimento de sintomas precoces”, disse o autor do estudo, Dr. Caleb Skipper, em comunicado.

FONTE:METROPOLES