Conectado por

Rondônia

Energisa instala transformador e aumenta em 30% a oferta de energia em Espigão do Oeste

Publicado por

em

Fio: Empresa levou subestação móvel de Ji-Paraná para a município, a cerca de 170 quilômetros, para manter o fornecimento para os moradores durante a intervenção.

Continua após a publicidade

 

 

A equipe da Energisa esteve, na semana passada, em Espigão do Oeste, substituindo o antigo transformador da subestação por outro, que aumenta a oferta de energia em 30%, o suficiente para atender o equivalente a 60 mil casas populares. É mais uma etapa do investimento que a empresa vem fazendo desde o ano passado no município, o primeiro a ser contemplado pelo programa Energia que Transforma, em janeiro. Dessa vez, os técnicos da empresa utilizaram uma subestação móvel para poder trabalhar com segurança e sem interromper o fornecimento para os cerca de 32 mil moradores da cidade. A unidade, que pesa 48 toneladas, veio de Ji-Paraná e toda a logística de transporte envolveu 12 profissionais durante seis dias, cumprindo todas as medidas de segurança e higiene.

O gerente do departamento de manutenção da transmissão da Energisa Rondônia, Filipe de Oliveira Lima, explica que a subestação serve justamente para transformar a energia de alta tensão para a voltagem que é distribuída pelas ruas da cidade para ser usada nas residências, comércio e indústrias. Como a intervenção era justamente no equipamento que faz isso, toda a energia da cidade teria que ser desligada. A subestação móvel serve justamente para evitar esse transtorno para a população. “Dá trabalho, mas conseguimos fazer todo o serviço remanejando a carga para a subestação móvel. Nossas equipes atuaram com muito planejamento, sem gerar interrupção no fornecimento”, comemora. 

Em janeiro, Espigão do Oeste foi a primeira cidade a receber o projeto Energia que Transforma. Em apenas uma semana, a Energisa investiu R$ 2,8 milhões na construção de um novo alimentador e na manutenção da rede. Durante os cinco dias da ação inédita no estado, foram realizados 2.090 atendimentos, tais como a regularização de clientes clandestinos e novas instalações do Luz para Todos, além de substituição de postes, cruzetas, isoladores, negociação de débitos, transferência de titularidade, entre outros. Também foram substituídas 148 geladeiras e mais de 2 mil lâmpadas LED pelo Programa de Eficiência Energética da Aneel.

Fonte:Assessoria