Conectado por

Acre

Com associação, pecuaristas pretendem conter invasões de terras no Purus


Compartilhe:

Publicado por

em

No próximo sábado (14), em Boca do Acre, grandes, médios e pequenos pecuaristas da calha do Purus, irão se reunir para criar a uma entidade representativa para coibir a invasão de terras produtivas na região.

O encontro acontece a partir das 14 horas no Parque de Exposição de Boca do Acre, e vai contar também com a presença de representantes do governo do Amazonas e do president da Federação Amazonense de Agricultura, Muni Lourenço Silva Júnior.

OS pecuaristas estão preocupados com o avanço das invasões em fazendas, areas produtivas, que entraram na mira dos invasores profissionais.

A disputa agrarian na Calha do Purus já foi diversas vezes denunciada á Polícia Federal e até confrontos acabaram ocorendo.

Integram essa região os municípios de Boca do Acre, Pauini, Lábrea e Canutama, todos no Amazonas, que juntos formam uma área de aproximadamente 165.468 km2, maior que 12 Estados Federados.

Nessa área habitam cerca de 114.000 pessoas, com uma densidade demográfica de 0,7 h/km2.

Proposta para se chamar de PROMPURUS( Associação dos Produtores Rurais do Médio Purus), a Associação vai reunir pecuáristas do Amazonas e Acre,que possuem terras na região citada.

Em um document elaborado e que sera apresentado no encontro, os membros da futura Associação alertam para a onda de invasões e os frequentes conflitos e destacam a ausencia do poder public, que na maioria das vezes não aparece por causa da dolorosa geografia da Amazonia.

¨A ausência do poder público na região, fundamentalmente em suas áreas básicas de expressão: saúde, educação e segurança, é o principal fator impeditivo do desenvolvimento, diante da intranquilidade da população para o exercício de suas atividades laborais.No campo da segurança pública os índices são alarmantes, vez que a média de policiais por 1.000 habitantes é inferior a 01 servidor. A presença de Autoridades Judiciárias e do Ministério Público é esporádica. A extensão territorial e a prevalência do modal fluvial são outros fatores impactantes no desassossego das pessoas que lá habitam¨, diz um trecho do documento.

Em outro momento o documento justifica a necessidade da criação da Associação e destaca a importância da manutenção dos empreendimentos que fortalecem a economia.

¨ Diante do quadro existente, com o objetivo precípuo de preservar empreendimentos realizados na região, bem como salvaguardar pessoas que lá habitam e trabalham, é constituída a Associação dos Produtores Rurais do Médio Purus – PROMPURUS, cuja finalidade, no contexto das normas específicas de convivência humana e na formação social das atividades agropecuárias, é expressa no debate, análise, planejamento, apoio e acompanhamento dos problemas de segurança regional, na busca da integração e da cooperação entre as autoridades locais e a população.A instalação da PROMPURUS tem por meta principal estabelecer um circuito de proteção intervencionista representando seus associados na busca de medidas legais de salvaguarda de seus investimentos na atividade pecuária, nao o expondo a situações delituosas de organizações criminosas dedicadas a invasões de propriedades rurais , bem como de possiveis retaliações de autoridades comprometidas ideologicamente com aqueles setores ou as que fazem da inércia seu projeto politico¨, conclui .

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento