Conectado por

Economia

Caixa começa a pagar Bolsa Família em poupança digital a partir de dezembro

Publicado por

em

Integrantes do programa Bolsa Família passarão a receber, a partir de dezembro, o benefício por meio de contas de Poupança Social digital, que têm sido usadas para realizar os pagamentos do auxílio emergencial e do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

De acordo com a Caixa Econômica Federal, mais de 9 milhões de pessoas que ainda não possuem nenhuma conta bancária poderão receber o benefício por meio de crédito na conta digital, sacar com o cartão Bolsa Família e movimentar os valores pelo aplicativo Caixa Tem.

Assim, o cidadão passa a ter conta bancária sem obrigatoriedade de saque integral das parcelas. “Além de movimentar o benefício pelo app, os beneficiários poderão continuar sacando os recursos por meio do cartão Bolsa Família ou cartão Cidadão”, informou o banco, em nota.

A abertura das contas será feita de forma escalonada, de acordo com o Número de Identificação Social (NIS) final do beneficiário, e automática, sem a necessidade de apresentação de documentos ou comparecimento às agências.

Segundo a Caixa Econômica, os primeiros a receber os recursos com os serviços da conta Poupança Social digital serão os beneficiários de NIS com final 9 e 0, seguindo a data de crédito regular do programa, que acontece sempre nos últimos 10 dias úteis de cada mês.

Nesta primeira etapa, que ocorrerá em dezembro, cerca de 1,5 milhão de pessoas receberão os valores pelo Caixa Tem. Mês a mês, de acordo com o último digito no NIS, os beneficiários passarão a receber o benefício do Bolsa Família com os serviços da Poupança Social digital:

  • Dezembro: 1,5 milhão de beneficiários com NIS finais 0 e 9
  • Janeiro: 2,25 milhões de beneficiários com NIS finais 6, 7 e 8
  • Fevereiro: 2,25 milhões de beneficiários com NIS finais 3, 4 e 5
  • Março: 3 milhões de beneficiários com NIS finais 1 e 2, e grupos populacionais tradicionais específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua)
Como movimentar a conta

A conta Poupança Social digital é uma poupança simplificada, sem tarifas de manutenção, com limite mensal de movimentação de R$ 5 mil. “Para utilizá-la, não é preciso gerar nova senha. O beneficiário poderá usar a mesma senha do cartão social”, explica a Caixa.

Logo após o crédito dos valores é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de maquininhas de cartão.

O beneficiário também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas através da opção “Pagar na Lotérica” do Caixa Tem, além de poder realizar saques da conta com o cartão do Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

Como usar o cartão de débito virtual

Para usar o cartão, o beneficiário precisa gerá-lo. Para isso, é preciso entrar no aplicativo Caixa Tem e acessar o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do app.

“Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em ‘gerar’. Pronto. O cartão está disponível”, detalha o banco.

O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código. Com o cartão de Débito Virtual Caixa é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados.

Como realizar pagamento nas maquininhas

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, disponível para compras online, o Caixa Tem oferece a opção “Pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados.

A funcionalidade é realizada por leitura de QR Code a ser gerado pelas maquininhas de cartão dos estabelecimentos e pode ser escaneado, segundo a Caixa Econômica, pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera.

Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o telefone para leitura do QR Code gerado na maquininha do estabelecimento.

Metropoles