Conectado por

Saúde

Sugestão de fonte I 20/10: Dia Mundial e Nacional da Osteoporose


Compartilhe:

Publicado por

em

De acordo com a International Osteoporosis Foundation (IOF), uma a cada três mulheres e um a cada cinco homens são acometidos pela osteoporose, que é também a causa de uma fratura a cada três segundos em todo o mundo. Os números demonstram a importância do diagnóstico da doença, bem como os cuidados preventivos para manter a saúde óssea.

Dados do Journal of Medical Economics indicam que em países como Brasil, Argentina, Colômbia e México, em decorrência do envelhecimento da população, deve aumentar a incidência da osteoporose e já estimam cerca de 4,5 milhões de fraturas. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil já tem 30 milhões de pessoas com mais de 60 anos; e a projeção até 2060 é de que o número de idosos seja maior do que o de jovens.

médica e professora da disciplina de Reumatologia da Universidade Santo Amaro (Unisa), Virgínia Fernandes Trevisani, alerta para a necessidade do diagnóstico precoce e tratamento. “Os indicadores demonstram a importância da conscientização da patologia como uma doença crônica, que requer cuidados e tratamento adequado”, esclarece a médica.

Virgínia Fernandes Trevisani é graduada em Medicina pela Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória e possui mestrado e doutorado em Reumatologia e pós-doutorado em Saúde Baseada em Evidências, toodos pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Atualmente é pesquisadora do Centro Cochrane do Brasil e membro das entidades Pan American League of Associations for Rheumatology e da Comissão Científica da Sociedade Paulista de Reumatologia.  É também coordenadora da Comissão de Síndrome de Sjögren pela Sociedade Brasileira de Reumatologia e ocupa, ainda, a posição de professora titular da Disciplina de Reumatologia da Unisa.

Assessoria