Conectado por
Governo de Rondônia

Economia

Sete dos 141 municípios de MT são responsáveis por mais da metade dos novas contratações com carteira assinada em 2020

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Sete dos 141 municípios de Mato Grosso foram responsáveis pela criação de 11,5 mil novos postos de trabalho em 2020. O número é mais da metade do total de vagas criados em todo o estado, que foi de 21.970. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nessa quinta-feira (28).

As 15 cidades que tiveram maior abertura de vagas:

 

  • Rondonópolis (2.315)
  • Várzea Grande (2.170)
  • Sinop (1.828)
  • Sorriso (1.408)
  • Aripuanã (1.444)
  • Primavera do Leste (1.208)
  • Lucas do Rio Verde (1.206)
  • Nova Mutum (1.017)
  • Pontes e Lacera (880)
  • Campo Verde (675)
  • Nova Xavantina (631)
  • Alta Floresta (522)
  • Sapezal (407)
  • Tangará da Serra (406)
  • Querência (400)

 

Esses municípios ficaram bem acima de Cuiabá, que gerou apenas sete novas vagas de trabalho em 2020.

No estado, foram oito meses com saldo positivo e quatro com mais demissões que contratações, entre eles dezembro, quando foram demitidas 3.549 pessoas a mais que número de novos contratos de trabalho.

Foram 353.057 contratações e 331.087 desligamentos, totalizando os 21.970 novos postos de trabalho.

Dessas vagas de empregos formal, a maioria, representada por 8958, foram geradas no comércio.

O segundo setor que mais criou empregos formais foi o de serviços, com 4.726 novas contratações, seguido da indústria, construção civil e agropecuária.

Fechamento de vagas

 

No estado, 33 municípios tiveram mais demissões que contratações em 2020. Entre as cidades que fecharam mais postos de trabalho, estão:

  • Jaciara (-198)
  • São Félix do Araguaia (-185)
  • Campos de Júlio (-157)
  • Juruena (-100)
  • São Pedro da Cipa (-99)
  • Cáceres (-89)
  • Jangada (-73)
  • General Carneiro (-48)
  • Guarantã do Norte (-45)
  • Nova Olímpia (-37)
  • Feliz Natal (-36)