Conectado por

Acre

Sem saber próprio nº, criança de escolinha do AC ganha tênis pela 1ª vez: “Não tenho condições”


Compartilhe:

Publicado por

em

O que era para ser apenas mais um dia de atividades na Escolinha Solidária, situada no município de Tarauacá, distante 400 km da capital Rio Branco (AC), virou um dos dias mais felizes do garoto Vinícius Júnior, 11 anos. De família carente, o menino que tem nome do craque brasileiro do Real Madrid, da Espanha, ganhou sapatos pela primeira vez na vida.

O episódio aconteceu no fim de maio, enquanto o professor Adir Pereira comandava uma atividade recreativa da Escolinha Solidária com dezenas de crianças. Ágil com a bola nos pés, Vinícius logo chamou atenção pela habilidade, mas também porque atuava descalço.

– Eu vi essa criança, que dominava a bola muito fácil, levantava a cabeça e perguntei: Por que você joga descalço? Ele disse: Porque minha mãe não têm condições de comprar um tênis – lembra Adir.

Comovido com a situação, Adir decidiu pedir ajuda para o garoto em grupos de um aplicativo de mensagens instantâneas. Não demorou muito para que um homem, que preferiu não ser identificado, doar R$ 100 para compra de um par de chuteiras.

Adir Pereira ao lado de Vinícius Júnior, em Tarauacá — Foto: Arquivo pessoal/Adir Pereira

Adir Pereira ao lado de Vinícius Júnior, em Tarauacá — Foto: Arquivo pessoal/Adir Pereira

Foi então que Adir acompanhou Vinícius até uma loja de sapatos na cidade para comprar o tênis. Chegando lá, mais um surpresa: o garoto não sabia o próprio número porque nunca havia calçado um sapato antes. As sandálias desgastadas já não serviam como base.

– Quando a moça perguntou ele o número, ele disse que não sabia porque nunca tinha ganhado um sapato. Não sabia o número dele – conta o professor.

A situação chamou atenção também da proprietária da loja, que decidiu ajudar na compra do calçado: A chuteira escolhida por Vinícius custava R$ 130 e como tinha apenas R$ 100, a empresária bancou o desconto.

Vinícius Júnior (E) ao lado de um colega na Escolinha Solidária, em Tarauacá — Foto: Arquivo pessoal/Adir Pereira

Vinícius Júnior (E) ao lado de um colega na Escolinha Solidária, em Tarauacá — Foto: Arquivo pessoal/Adir Pereira

ge tentou conversar com o garoto após ele ganhar os sapatos, mas tímido e de poucas palavras, Vinícius mal conseguia expressar a felicidade. Entre uma resposta e outra sobre os novos sapatos, ele apenas reforçou:

– Não tenho condições de comprar.

Vinícius Júnior não é o único da escolinha que não tem condições de comprar sapatos. Segundo Adir Pereira, pelo menos outras 20 crianças enfrentam a mesma dificuldade. Nos últimos dias, graças a repercussão da notícia, o professor tem recebido doações para outras crianças.

Outras crianças da escolinha foram ajudadas após repercussão da doação para Vinícius Júnior — Foto: Arquivo pessoal/Adir Pereira

Outras crianças da escolinha foram ajudadas após repercussão da doação para Vinícius Júnior — Foto: Arquivo pessoal/Adir Pereira

A Escolinha Solidária funciona de segunda a sexta-feira e reúne cerca de 400 crianças. Interessados em ajudar podem entrar em contato no número: 68 99250 – 5764 (Adir Pereira).

G1.globo.com