Conectado por

Justiça

Receita Federal aguarda novo projeto e afirma que ainda faltam ajustes para início de voos internacionais


Compartilhe:

Publicado por

em

O delegado da Receita Federal em Cuiabá, Oldésio Silva Anhesini, disse em entrevista ao Olhar Direto que o órgão aguarda um novo projeto, que deverá ser elaborado pela Centro-Oeste Airport (COA), concessionária que ficará responsável pela administração do Aeroporto Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), para que seja dada sequência na internacionalização do terminal. Alguns ajustes ainda precisarão ser feitos, mas a expectativa é de que a mudança no manual da Conaero agilize o processo. 

A Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero) publicou no Diário Oficial da União (DOU) que circula nesta terça-feira (03) as mudanças em seu manual, que versa sobre as dimensões mínimas necessárias nos terminais de passageiros que desembarcam de outros países. A exigência foi reduzida para apenas 39 m², o que possibilitaria a internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), que possui atualmente 52 m².

Com a mudança, o dimensionamento da área internacional exigido agora, para aeroportos com movimentação de um milhão a cinco milhões de passageiros (Cuiabá teve 3,03 milhões em 2018), será de 39 m². 

O novo texto versa que “para o dimensionamento das Áreas 1 a 7 previstas na tabela abaixo, deverão ser consideradas as equações das “Premissas do Cálculo de Áreas Mínimas Operacionais para a Chegada de PAX Int. por Hora”, adotando o número máximo de passageiros internacionais segundo a frequência e a escala realmente previstas para o aeroporto”.

A expectativa agora é que a Receita Federal emita a autorização para a internacionalização do aeroporto de Cuiabá e que a Azul Linhas Aéreas marque a data de início da operação do voo entre Cuiabá e Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Todos as autorizações necessárias já foram obtidas para que a ligação tenha início.
 
Recentemente, a assessoria de imprensa da Azul Linhas Aéreas disse que a “companhia continua na dependência dos ajustes do aeroporto de Cuiabá para obtermos a aprovação final”.
 
As viagens serão operadas pelas aeronaves modelo Embraer 195, com capacidade para até 118 passageiros e acontecerão, no primeiro momento, às quintas e domingos.
 
Santa Cruz de La Sierra é maior e mais populosa cidade da Bolívia, com 1,7 milhão de habitantes, além de ser a mais importante do Departamento de Santa Cruz. Motor econômico do país, Santa Cruz de La Sierra é um polo petroquímico, com foco na produção e exportação de gás natural. A cidade também é conhecida por sua tradição gastronômica.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *