Conectado por
Governo de Rondônia

Mato Grosso

QUEDA DE AVIÃO: Empresário Jair Demski solicitou que irmão iluminasse pista; corpos foram lançados

Publicado por

em


Continua após a publicidade

O corpo do empresário Jair Demski e do seu filho, João Demski, mortos na queda de uma aeronave na noite da última segunda-feira (16), em Guarantã do Norte (709 quilômetros de Cuiabá), foram lançados para fora do avião. Antes da tragédia, o piloto teria pedido para que a cabeceira da pista fosse iluminada para que eles pudessem realizar o pouso, segundo a Polícia Civil.
 
Conforme as informações iniciais da Polícia Civil do município, o empresário e o filho estavam voltando de Sinop. A viagem foi tranquila até a chegada em Guarantã do Norte, onde o piloto solicitou que o irmão iluminasse a cabeceira da pista para que o pouso fosse realizado.
 
“Sem motivo aparente eles caíram. Não houve pedido de emergência, reclamação de alguma pane. A queda ocorreu a dois quilômetros da pista, já próximo do pouso. Por enquanto, não há dados que possam esclarecer o que ocorreu. Esta parte ficará sob o comando da aeronáutica”, disse um investigador do município ao Olhar Direto.
 
Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, encontrou a aeronave em chamas e os corpos dos empresários do lado de fora. Eles foram lançados a aproximadamente 100 metros. Apesar de ter havido uma explosão, o combate ao fogo foi bastante rápido.
 
Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia. O caso continua a ser investigado.