Conectado por

Aripuanã

Prefeitura de Aripuanã e Corpo de Bombeiros firmam parcerias


Compartilhe:

Publicado por

em

Nesta terça-feira (27), a Prefeita de Aripuanã, Seluir Peixer, juntamente com o Secretário de Meio Ambiente, Turismo, Indústriae Comércio, João Reghin Neto, receberam uma equipe do Corpo de Bombeiros do Comando Regional VI, de Tangará da Serra, para discutir sobre o plano de ação para o período proibitivo de queimadas, previsto para ter início em julho deste ano.

Durante a reunião, que também contou com a participação do Presidente da Câmara de Vereadores, Luiz Leandro, foram firmadas parcerias para trabalhos preventivos que visam diminuir os índices de incêndio em Aripuanã.

O Tenente Coronel do Corpo de Bombeiros, AntônioMarcos Guimarães, destacou que Aripuanã está localizada em uma região com altos índices de focos de incêndio, por conta disso, este trabalho torna-se extremamente necessário. “O Corpo de Bombeiros busca fazer essas campanhas de integração com os municípios para diminuir os índices de ocorrências no período proibitivo de queimadas. Nesta reunião, também trouxemos a ideia de um projeto de prevenção junto com a Secretaria Municipal de Educação, para atingir a conscientização através dos alunos”, destaca.

Luiz Leandro, Presidente da Câmara Municipal de Vereadores, reforçou que Aripuanã sempre enfrenta dificuldades com queimadas no período da seca e precisa desse tipo de trabalho preventivo. “Esse laço é muito importante porque todos os anos nós temos um problema muito sério com as queimadas e outras questões ambientais”, comenta.

A Prefeita Seluir Peixer ressaltou que o reforço das equipes do Corpo de Bombeiros é extremamente necessário no combate contra as queimadas. “São pessoas que já tem conhecimento de como lidar com essas situações, infelizmente Colniza e Aripuanã são uns dos municípios com mais casos de áreas queimadas, então esse trabalho é realmente necessário, principalmenteo preventivo”, explica.

Para o Secretário de Meio Ambiente, Turismo, Indústria e Comércio, João Reghin Neto, este é um trabalho que envolve toda comunidade, que precisa também se conscientizar para evitar os incêndios. “A população precisa entender que um grande incêndio começa num pequeno foco, temos que evitar um cigarro jogado na beira da estrada, queima de entulhos ou queima de pastagem para fazer roçadas. Tudo isso começa de forma pequena, mas pode se transformar em grandes queimadas que depois fica difícil de se controlar, então vamos tomar ações preventivas para evitar isso”, pontua.

Aripuana.mt.gov.br