Conectado por

Acre

Polícia Federal do Acre deflagra operação para combater abuso sexual de crianças


Compartilhe:

Publicado por

em

A Operação Protetor, da Polícia Federal do Acre, foi deflagrada nesta quinta-feira, dia 30, nos estados do Ceará, Maranhão e São Paulo. O intuito da ação é combater o abuso sexual de crianças e compartilhamentos de material de pornografia infantil na internet.

Ao todo, nove mandados de prisão estão sendo cumpridos. Destes, três são de prisão, cinco de busca e apreensão e um de prisão preventiva. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados. Há registro de abusos com crianças de 4 meses a 8 anos de idade.

A investigação iniciou a partir de uma prisão realizada na cidade de Rio Branco. O preso administrava uma rede de troca de mensagens, imagens e vídeos de conteúdo pornográfico infantil, na qual foi possível identificar outros abusadores em três estados diferentes.

Na fase inicial da investigação ficou comprovado que o criminoso participava de mais de 40 grupos de compartilhamento de pornografia infantil pela internet. Foram identificadas aproximadamente 12.000 fotos e vídeos com conteúdo pornográfico infantil. Um total de 126 gigabytes de conteúdo.

Em um dos casos, ocorrido no Ceará, a criança de apenas dois anos era vítima do próprio pai que registrava as cenas de estupro e as compartilhava na internet. As provas colhidas nessa fase serão importantes ainda para identificar outras crianças que sofreram abusos.

Cada Estado acionará a rede de proteção à criança disponível para apoio às vítimas e familiares. Entre o material apreendido estão Smartphone, computadores, hd´s, pen drives e cartões de memória que serão submetidos a exame pericial.

Também poderão ser coletadas amostras de DNA dos presos com a finalidade de se elucidar outros crimes de estupro e abuso sexual. Os criminosos irão responder pelos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente, bem como pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A do Código Penal.