Conectado por

Agronegócios

Peixe BR comemora abertura da Coreia do Sul para peixe de cultivo brasileiro

Publicado por

em

Potencial do país asiático é grande para o escoamento da produção de peixes do Brasil

Continua após a publicidade

A piscicultura brasileira enfrenta dificuldades diante do atual cenário, que afeta o consumo doméstico de peixes de cultivo. Para minimizar os efeitos interno e garantir o contínuo crescimento da atividade, a abertura de novos mercados para exportação é essencial. A boa notícia é a abertura do mercado da Coreia do Sul para os peixes de cultivo do Brasil. “A piscicultura tem condição de produção de peixes acima da demanda do mercado interno. Então, a abertura do mercado sul-coreano será importantíssima a médio e longo prazos”, destaca Francisco Medeiros, presidente-executivo da Associação Brasileira de Piscicultura (Peixe BR).

Outra recente conquista da atividade é a habilitação de novas plantas de exportação de peixes de cultivo para a China. Com isso, o Brasil abre importantes frentes para participar ativamente do mercado de peixes de cultivo dos países asiáticos. “É um avanço significativo em um momento em que as vendas externas estão em crescimento. Também estamos realizando conversas para firmar acordos que resultem em novas possibilidades de negócios”, explica Medeiros.

A partir de agora as empresas que estão habilitadas para exportação têm mais um mercado para negociar o seu produto.

A autorização para exportação é o primeiro passo para os peixes de cultivo do Brasil acessarem o mercado sul-coreano. O próximo passo envolve as negociações, quando as plantas interessadas em exportar para esse mercado devem atender aos padrões sanitários, técnicos e legais do Brasil e, também, da Coreia do Sul.

Texto Comunicação Corporativa