Conectado por

Rondônia

Parabéns EFMM pelos 108 anos de inauguração – Por Anísio Gorayeb

Publicado por

em

A nossa monumental Estrada de Ferro Madeira Mamoré, na qual tive o prazer de viajar, completa 108 anos de inauguração, nesse 1o. de agosto de 2020. Sua conclusão aconteceu no dia 30 de abril de 1912, porém só foi inaugurada oficialmente no dia 1o. de agosto do mesmo ano. Uma grandiosa obra no início do século passado, que foi considerada uma verdadeira epopeia, devido as adversidades da selva amazônica, que ceifou a vida de mais de seis mil pessoas. Uma grandiosa obra de 366 quilômetros, que atraiu para nossa região milhares de trabalhadores de mais de 50 paises.

Continua após a publicidade

Suas origem deu-se no Tratado de Petrópolis, celebrado entre o Brasil a Bolívia, em 1903, e suas obras iniciaram em 1907. Ate o ano de 1931, foi administrada pelos americanos e pelos ingleses. No dia 10 de julho de 1931 foi nomeado o seu primeiro diretor brasileiro, o Tenente do Exército, Aluízio Pinheiro Ferreira.

Após 60 anos de atividades, nossa ferrovia foi desativada definitivamente no dia 10 de julho de 1972. A sua historia é envolvida em lendas e mistérios. Sua obra deu origem a cidade de Porto Velho e por isso é o marco inicial da historia de Rondônia.

Um povo sem HISTÓRIA é um povo sem IDENTIDADE.
ANÍSIO GORAYEB

Fotos:

Locomotiva nº 12 coronel Church na rotunda da EFMM em 1912 Cromo colorizado por Luis Claro.

Locomotiva nº 12 coronel Church na rotunda da EFMM em 1912 Cromo colorizado por Luis Claro.

 

MPF e MP/RO recomendam à prefeitura de Porto Velho que retire ...

Esporte, Cultura e Lazer - Locomotiva 18 voltou a apitar na EFMM ...

Vista panorâmica aérea de Porto Velho à época da construção da ferrovia Madeira-Mamoré

Vista aérea panorâmica de Porto Velho à época da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré

Vagão de primeira classe durante inauguração de trecho da EFMM – Dana Merrill

 

VEJA MAIS:

TIME-LAPSE: Içamento e Transporte da LOCOMOTIVA Nº 6, da Madeira-Mamoré Para o Memorial Rondon

A locomotiva Baldwin nº 6,  estava estacionada no pátio da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), foi levada para o pátio do Memorial Rondon, em Santo Antônio, a sete quilômetros do velho pátio ferroviário de Porto Velho. Santo Antônio do Rio Madeira, que foi uma das mais antigas cidades amazônicas, hoje é bairro da Capital de Rondônia. A operação aconteceria na sexta-feira, mas teve que ser adiada devido à chuva. O superintendente estadual de Turismo, Gilvan Pereira Júnior, informou que o projeto de restauração contará com parcerias e a supervisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Ministério Público. Responsável pelo transporte da máquina pesando 26 toneladas, a Superintendência Estadual de Turismo (Setur), apoiada por outros órgãos públicos, irá recuperá-la para ser vista daqui em diante pelo público local e por turistas brasileiros e estrangeiros que visitam o Memorial.

VIDEO INSTITUCIONAL