Conectado por

Geral

Pais fazem retrato de progressão de idade de filho desaparecido há três anos em MT


Compartilhe:

Publicado por

em

Os pais do menino Flávio Henrique da Silva, que desapareceu em 2015, fizeram o retrato com a progressão de idade para demonstrar como a criança estaria hoje, aos 6 anos. A imagem foi feita com a ajuda do Laboratório de Arte Foresne do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), de São Paulo.

Flávio da Conceição Silva e Silvana Aparecida da Silva continuam as buscas pelo menino, chamado de Flavinho, que desapareceu no dia 18 de janeiro de 2015, no Distrito de União do Norte, em Peixoto de Azevedo, a 692 km da capital.

Segundo a mãe de Flavinho, ele brincava no quintal da casa da avó, quando desapareceu.

Ao G1, ela contou que supõe que a criança tenha ido para a estrada que fica a cerca de 30 metros da casa da avó.

“A gente acha que ele tentou ir atrás do meu pai que tinha acabado de sair com meu filho mais velho para buscar milho na roça”, relatou.

A mãe explicou ainda que assim que a família percebeu o sumiço de Flavinho, começou a fazer buscar no entorno do sítio.

“Fomos na estrada, no poço, no rio, no pasto e nada. Então, chamamos a polícia”, contou.

Flavinho aos 2 anos, época em que desapareceu (Foto: Facebook/Reprodução)

Flavinho aos 2 anos, época em que desapareceu (Foto: Facebook/Reprodução)

À época, a família levantou a hipótese de a criança ter sido levada por algum carro que passou, no momento em que ele se aproximou da estrada, mas essa possibilidadde não foi provada.

Em 2016, um homem foi preso sob suspeita de ter matado a criança, mas as investigações apontaram que o suspeito não tinha participação no desaparecimento.

Ao longo de mais de um ano do desaparecimento de Flavinho, a Polícia Civil não encontrou nenhuma pista concreta que pudesse desvendar o desaparecimento do menino. Várias buscas foram feitas na região do desaparecimento, inclusive com helicóptero, no entanto, sem sucesso.

De acordo com a Polícia Civil, o caso continua sendo investigado pela delegacia de Peixoto de Azevedo.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *