Conectado por

AL/MT

Ouvidores de Mato Grosso recebem homenagem na ALMT

Publicado por

em

Ouvidores de Mato Grosso foram homenageados pela Assembleia Legislativa, na noite desta segunda-feira (16), com moção de aplausos, em reconhecimento à profissão e destaque ao Dia do Ouvidor. Autor do evento, o presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM), dedicou a homenagem ao brilhante trabalho prestado pelos ouvidores e demais servidores das ouvidorias públicas.

Continua após a publicidade
<

Em seu pronunciamento, o deputado Botelho relembrou a história, que começou na Suécia, em 1809, quando foi criada a figura do ombudsman. O objetivo era receber e encaminhar as queixas dos cidadãos relacionadas a serviços públicos. No Brasil, o surgimento da ouvidoria remete à implantação da administração colonial.

Botelho disse que a atividade do ouvidor está fundamentada nos princípios da democracia e da cidadania. “Estamos muito felizes por fazer essa homenagem ao Dia do Ouvidor, profissional muito importante à sociedade e instituições. É ele que ouve o clamor e encaminha às providências. Para isso, tem que ter sensibilidade de saber filtrar as reclamações e dar o prosseguimento correto. É o profissional que zela pelo elo entre o cidadão e a organização”, disse o presidente.

Considera que a profissão é um desafio constante, pois a função não se restringe ao ouvir. “O ouvidor é uma pessoa que, acima de tudo, gosta de gente, respeita as pessoas e se interessa pelos problemas delas. Se interessa pelos seus sentimentos, pelas suas angústias e seus anseios por mudanças. E o seu maior desafio como profissional está nele próprio, o de praticar mais e mais as relações humanas, colocando-se no lugar do outro para melhor compreendê-lo”.

Uecilene Rodrigues Fernandes Vieira, ouvidora-geral da ALMT, também agradeceu a solenidade e explicou o trabalho feito na Casa de Leis. “A Ouvidoria é a responsável pelo setor que faz praticamente todo atendimento externo da Casa, com relação a questão de documentação, da Defensoria Pública ao Procon. Todas essas instituições, por meio de cooperação técnica, estão sob o comando da Ouvidoria. Então, além de servir de canal de comunicação, recebemos direto o cidadão e o ouvimos de forma direta”, disse Uecilene, ao acrescentar que a média de atendimento é de 30 manifestações por mês.

Vilson Pedro Nery, secretário-adjunto da Ouvidoria-Geral e Transparência da Controladoria-Geral de Mato Grosso, também destacou o trabalho realizado pela categoria. Citou como exemplo a Ouvidoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que, segundo ele, é o órgão com maior volume de manifestações.

Também citou a importância do Parlamento à aprovação de leis que regulamentam o setor. “Hoje, mais uma vez nos encontramos aqui sob a tutela desse Parlamento para agradecer a lembrança. Todos aqui têm cargo fundamental para que o estado devolva serviço de qualidade à população”, destacou.

Ouvidorias – Durante o evento, Botelho ressaltou que as ouvidorias mato-grossenses possuem diversos instrumentos tecnológicos que facilitam os contatos com a Administração, realizam as avaliações da prestação de serviços públicos, permitem recebimento e tratamento das reclamações e denúncias, e inclusive facilitam a prospecção de novos negócios. Diversas ouvidorias públicas mantêm portais na Internet, dispõem de aplicativos de smartphone com acesso fácil a informações e serviços, além de receberem denúncias por outros meios, inclusive instruídas com gravações em áudio e vídeo.

“Esta sessão solene de hoje é uma forma de falar para vocês nosso muito obrigado por serviços tão relevantes. Por tudo que falei, quero aqui reafirmar a nossa felicidade, a alegria desta casa em poder neste dia, que é comemorado o Dia do Ouvidor, poder homenagear tão importante cidadão e profissional que tanto contribui para a democracia e para o nosso povo”, finalizou Botelho.

Fonte: AL MT