Conectado por

Uncategorized

Nota MT distribuiu R$ 1,7 milhão para entidades cadastradas na Setasc


Compartilhe:

Publicado por

em

Cadastradas no banco de dados da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), 170 entidades sociais foram contempladas com o programa Nota MT em 2020. O programa do Governo do Estado lançado em junho de 2019, que incentiva os contribuintes a pedirem para colocar o CPF na nota fiscal de cada compra realizada, entregou para as instituições sociais mais de R$ 1,7 milhão este ano.

O Hospital do Câncer (HCan-MT) é uma das entidades mais indicada para ser beneficiada pelo programa e que já recebeu o valor de R$ 215,6 mil. Segundo o supervisor de Desenvolvimento Institucional da entidade, Tomaz Beckert, os primeiros repasses ajudaram na compra de equipamentos cirúrgicos, reparadores para pacientes com câncer de pele e alguns equipamentos para fazer pequenas cirurgias dentro da UTI adulto.

“Os outros valores agora são para manter a instituição, porque a renda está muita baixa por conta das doações que caíram muito no período da pandemia. Então, estamos utilizando os recursos para a própria manutenção da instituição”, afirma.

Tomaz Beckert ressalta a importância do programa e da solidariedade da população mato-grossense e pede para que os comerciantes continuem estimulando seus clientes a colocar o CPF na nota, porque os recursos realmente chegam a quem necessita.

“A sociedade mato-grossense pode confiar no programa Nota MT porque ele é muito transparente não só com a população, mas também com as instituições. Todos os meses caem rigorosamente os recursos e para nós é muito importante”, completou.

Outra entidade beneficiada pelo programa Nota MT é a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Cuiabá que atende 130 alunos e oferece, além da escolarização, outras atividades como pintura em tela e tear. A Apae também conta com o atendimento com fonoaudióloga, fisioterapeuta e psicóloga.

A diretora pedagógica da entidade, Patrícia Ramiro, conta que apesar da instituição receber outros repasses e doações, não é o suficiente. Com o programa Nota MT, consegue suprir outras despesas. “E esse dinheiro da Nota MT ajuda no material de expediente (materiais pedagógicos, papelaria e limpeza), manutenção predial, jardinagem, piscina, alimentação, gás e vários tipos de necessidades que suprimos com esse valor”, diz.

Para Patrícia é de suma importância que a sociedade tenha conhecimento do programa, acredite na sua legitimidade e continue contribuindo, pois muitas entidades são beneficiadas.

A secretária adjunta da Setasc, Rosineide Porcionato, frisa que as entidades interessadas em participar precisam estar cadastradas no banco de dados da pasta. O cadastro também permitirá as entidades acesso a outros projetos, programas do governo, doação de produtos, entre outros.

No cadastro, as entidades precisam informar os nomes dos presidentes ou responsáveis, telefones, e-mails e público-alvo, como instituições que atendam majoritariamente pessoas em vulnerabilidade social, indígenas e quilombolas, por exemplo.

Cadastro das entidades

As instituições e/ou associações interessadas em fazer parte do banco de dados, ou atualizar informações, devem mandar um e-mail para o endereço: [email protected]/ colocar no título “Atualização Cadastral – Nome da entidade” ou acessar a página virtual da Setasc.

Outras duas opções: ligar no telefone (65) 3613-4705 ou ainda procurar a Secretaria, no setor Cidadania e Inclusão Socioprodutiva, e atualizar pessoalmente. O endereço da Setasc é Rua Júlio Domingos de Campos, nº 100, Centro Político Administrativo (CPA), em Cuiabá.

Midia News