Conectado por

Acre

“Não há nenhuma criança sequestrada”, diz delegado


Compartilhe:

Publicado por

em

Áudios espalhados em grupos de WhatsApp e no Facebook com pessoas relatando tentativas de sequestro e rapto de crianças em Rio Branco vem aterrorizando pais e mães, porém de acordo com o delegado Josemar Pontes, secretário adjunto de Polícia Civil, não há na capital do Acre nenhum registro oficial desse tipo de fato até o momento. A informação foi dada pelo delegado à jornalista Lília Camargo, nesta quinta-feira, 20, no momento em que os boatos sobre supostos sequestros circulam na rede.

“Hoje nós podemos afirmar de forma categórica: não há em Rio Branco nenhuma criança sequestrada, raptada ou algo que o valha. O que há são esses áudios e postagens em redes sociais ou grupos de WhatsApp dando conta dessas supostas ações. E nós até hoje não tínhamos nenhum registro concreto, somente especulações. E hoje, coincidência ou não, a partir do momento em que se divulgou não haver registro começaram a haver algumas ligações para o 190 do Ciosp sempre com o seguinte viés: me disseram que aqui no bairro sequestraram uma criança. Outras ligações no mesmo sentido: populares me disseram, essa pessoa ou essas pessoas que não se identificam. Estão ligando para o 190 sempre se reportando a terceiros”, afirmou.

O delegado pede às pessoas que não disseminem esse tipo de informação e que qualquer denúncia encaminhem à polícia para posterior investigação.

O delegado relata, porém, que os relatos feitos via áudio estão em apuração por agentes da Polícia Civil em bairros de Rio Branco.

“Esses fatos não se consubstanciam, tendo em vista que famílias não nos procuram, mães, pais, isso seria de se esperar, não é, uma criança raptada, isso não é normal que a família se deixe aquietar. Então esses fatos não tem tido comprovação material, muito embora cada caso está sendo investigado de forma criteriosa. Temos agentes em campo, nos bairros citados. Porém até o momento afirmamos e reafirmamos: nenhuma criança foi sequestrada ou raptada na cidade de Rio Branco.”