Conectado por

Agronegócios

Money Times: Ministra Tereza Cristina pede maior participação da B3 no agronegócio


Compartilhe:

Publicado por

em

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, fez menção à necessidade da B3 participar mais ativamente do agronegócio brasileiro. Ela se referia ao momento que o setor passa, buscando mais instrumentos de financiamentos,  após uma Plano Safra com valor custeio pouco menor que o último.

“O agronegócio precisa da B3”, disse, se referindo a Gilson Filkelsztain, CEO da bolsa, na abertura do Congresso da Abag, que se realiza em São Paulo neta segunda (5).

Além de poucas empresas do agronegócio com ações em bolsa, menos ainda as ‘puro sangue’, ou seja, exclusivamente produtoras rurais, a movimentação no mercado futuro do boi, café, soja e milho é considerada irrisória, com baixa liquidez.

Uma das reivindicações do setor, que a ministra não explicitou, é sobre custos financeiros e metodologias, como a que se debate hoje a respeito do mercado futuro do boi, cujo índice é feito pelo Cepea/Esalq, tida como defasada.

Tereza Cristina, defendendo a pujança do agronegócio, acredita que o mercado de bolsa também ganharia. “A B3 também precisa do agro”.