Conectado por
Governo de Rondônia

Religião

Lista Mundial da Perseguição 2021: aumenta a hostilidade a cristãos

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Lista Mundial da Perseguição 2021 já está disponível com o ranking dos 50 países onde os cristãos são mais perseguidos por causa da fé em Jesus.

As informações publicadas são resultado da pesquisa feita entre 1/10/2019 e 30/9/2020 em mais de 70 países do mundo. Desde 1993, a Portas Abertas publica a pesquisa que mede a perseguição aos seguidores de Jesus. Mas a situação da Igreja Perseguida está sendo investigada desde a década de 1970.

Nesta nova edição, houve o crescimento da perseguição em 30%. Isso indica que mais de 340 milhões de cristãos enfrentam perseguição e discriminação por causa da fé. Em 29 nações, como AfeganistãoChina e Nigéria, as pontuações cresceram. Já em oito países como Coreia do NorteSomália e Índia, os pontos foram os mesmos da edição passada. No SudãoArábia Saudita e Egito e mais seis países a hostilidade contra os seguidores de Jesus teve uma queda. Faça o download do mapa no banner abaixo.

O continente que mais teve países na LMP 2021 foi a Ásia, com 29 nações. Em seguida veio a África com 19 e a América Latina com dois. Muitos dos cristãos perseguidos nesses locais também foram atingidos pela COVID-19 e as consequências da pandemia, como desemprego e fome. Mas nem tamanha vulnerabilidade foi capaz de impedir que governos, comunidades e familiares praticassem a intolerância religiosa contra os cristãos.

Neste relatório sobre a Igreja Perseguida você também terá informação sobre os tipos de perseguição enfrentados pelos irmãos e irmãs nos países elencados, além de conhecer as fontes que exercem essa influência.

Baixe também o e-book com as principais informações dos 50 países da Lista Mundial de Perseguição 2021 e comece já a orar pelos irmãos e irmãs da Igreja Perseguida!

Sinal de alerta

Fato agravante apontado pela lista deste ano é que este ano, pela primeira vez desde que Portas Abertas elaborou esse ranking, todos os 50 principais países estão pontuando acima de 61 pontos, o que indica Perseguição Severa. Os 12 primeiros países da Lista estão pontuando Perseguição Extrema, sendo um a mais que os 11 do ano passado.

O aumento da perseguição foi tamanho durante 2020, que ultrapassou a lista de Perseguição da Portas Abertas. Além de todos os 50 primeiros países pontuarem Perseguição Severa, outros quatro países também chegaram ao mesmo nível de intolerância, sendo eles: Cuba, Sri Lanka, Emirados Árabes Unidos e Níger.

Em um texto enviado por email pela Portas Abertas, a organização alerta o quanto a pandemia contribuiu para que a intolerância contra os cristãos se intensificasse no mundo.

“A Covid-19 tem sido um catalisador para a repressão de cristãos minoritários, que em países como Bangladesh, Índia, Paquistão, Iêmen e Sudão às vezes tiveram a ajuda emergencial do Governo negada”, lembra o texto. “Alguns foram informados que era porque ‘Sua Igreja ou seu Deus deve alimentá-lo’ ou mesmo ‘o vírus foi criado e espalhado pelo Ocidente, de onde veio sua religião e seu Deus’”.

Na Somália, por exemplo, o grupo terrorista islâmico Al Shabaab culpou os cristãos pela disseminação da Covid-19, dizendo que o vírus “foi espalhado pelas forças cristãs”, que invadiram o país e que os “infiéis” (como são chamados os cristãos ex-muçulmanos) são responsáveis por toda a desgraça.

Dentro de uma escala de 0 a 100, a pontuação do país determinará o seu nível de perseguição e a posição na Lista Mundial da Perseguição. Entram no ranking os 50 países com a pontuação mais alta, seguindo a tabela:

Perseguição Extrema – países que pontuaram entre 81 e 100 pontos.
Perseguição Severa – países que pontuaram entre 61 e 80 pontos.
Perseguição Alta – países que pontuaram entre 41 e 60 pontos.
Perseguição Variável – países que pontuaram 40 pontos ou menos.

Fonte: Portas Abertas