Conectado por

Porto Velho

Jornalistas são vacinados contra a Covid-19 em Porto Velho


Compartilhe:

Publicado por

em

João Paulo lembrou dos colegas que perderam a batalha para a Covid-19

Jornalistas que trabalham na linha de frente produzindo notícias em Porto Velho foram vacinados contra a Covid-19 na segunda-feira (12). A Prefeitura da capital montou uma sala exclusiva para imunização dos profissionais no pavilhão C do Campus I da Faculdade Uniron, no bairro Cascalheira. Foram disponibilizadas 200 doses que foram aplicadas a partir das 15h.

Para Débora Moutinho a vacina representa esperançaPara Débora Moutinho a vacina representa esperança

Após receberem o imunizante Janssen, que protege com apenas uma dose, eles recordaram os colegas que morreram durante a pandemia. “Perdemos muitos amigos durante a pandemia. Lembro o colega Luiz Júnior que, se estivesse vivo, completaria 41 anos de idade hoje, no dia em que estamos sendo vacinados”, disse o jornalista João Paulo Prudêncio.

Para Débora Moutinho, receber a vacina foi uma grande emoção, porque representa esperança para toda a sociedade. “Haverá vacina para todos. É a única saída, a única proteção”, afirmou. O repórter cinematográfico Eduardo Lima também ficou aliviado ao tomar a dose da vacina Janssen. “Graças a Deus este dia chegou. Cansamos de perder amigos jornalistas infectados pelo vírus”, disse.

Apesar da programação, poucos profissionais foram ao posto montado na Uniron para receber o imunizante. Segundo a gerente da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Elizeth Gomes, parte dos jornalistas já foi atendida por estar incluída nos grupos por faixa etária.

O cinegrafista Eduardo Lima se sente mais seguro após a vacinaO cinegrafista Eduardo Lima se sente mais seguro após a vacina

Como ocorreu com outras categorias, os jornalistas também precisaram se cadastrar no aplicativo SASI. Além disso, era necessário apresentar documento de identificação com foto e comprovar o exercício da profissão.

“Os demais profissionais que não estão na linha de frente devem fazer o cadastro no aplicativo SASI e aguardar o chamado para receber o imunizante”, pediu Elizeth Gomes.

SEGUNDA DOSE

A gerente de imunização da Semusa apela às pessoas que estão com a segunda dose atrasada, que compareçam para serem imunizados o mais rápido possível. “Temos um grande contingente que não completou o ciclo vacinal”, lamentou.

De acordo com a profissional de saúde, mais de 2 mil pessoas não compareceram para tomar a segunda dose do imunizante contra a Covid-19. “Isso é preocupante porque as pessoas só estão imunizadas após receberem a segunda dose”, explicou.

Para receber a segunda dose não é necessário fazer outro agendamento. Basta comparecer ao posto de vacinação, levando a carteirinha que comprova o atendimento com a primeira dose.

Texto: Augusto Soares
Foto: Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento