Conectado por

Acre

Irmã de prefeito presa em operação da PF no interior do Acre tem pedido de liberdade negado


Compartilhe:

Publicado por

em

A advogada Idelcleide Cordeiro, irmã do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, teve o pedido liminar de habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), após a prisão dela nesta sexta- feira (14) durante operação da Polícia Federal.

A Operação Presságio da Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão e de prisão no Acre, Amazonas, Rondônia, Minas Gerais, Sergipe e Distrito Federal. Além de Idelcleide, também foi preso o secretário de comunicação da cidade, Paulo de Sá, e outras três pessoas, entre funcionários da prefeitura e da ONG CBCN.

O advogado da irmã do prefeito, Jairo Castro, disse que o pedido o habeas corpus foi protocolado ainda na noite de sexta.

“Foi protocolado ontem à noite, no plantão, foi negada a liminar do HC, pela doutora Denise Bonfim, e hoje, nós já vamos protocolar um novo pedido no STJ (Superior Tribunal de Justiça)”, disse.

Durante a operação foi pedida a prisão temporária de Idelcleide e mais quatro pessoas do município. Ela foi levada para uma sala de estado maior no Comando de Operações Especiais (COE).

O advogado alega que não existe mais motivos para manutenção da prisão.

“Por não existir mais motivos da prisão, como perdeu o objeto quando foi feita a busca e ela prestou todos os esclarecimentos à Justiça e comprovou que não tem nenhum tipo de envolvimento com as acusações, que são completamente infundadas, nós já protocolamos para que ela seja libertada imediatamente e não aguardar os cinco dias”, pontuou.

Pedido de audiência

Maria Alcione, funcionária da prefeitura de Cruzeiro do Sul, também foi presa na ação. O advogado da servidora, Marcos Paulo, disse que entrou com pedido de apresentação dos custodiados.

“Na segunda-feira (17), está marcada a audiência de custódia deles, e surge a possibilidade de ser revogada a prisão temporária”, explicou.

O advogado, que também deve representar o secretário de comunicação Paulo Sá, informou que não entrou com o pedido de habeas corpus, apenas para que ocorra a audiência de custódia que está marcada para o início da próxima semana.

“Se o juiz entender que já não surte mais efeito a manutenção da prisão temporária, ele já pode revogar. Mas, segunda-feira [17], a gente tem algo concreto sobre isso. Essa análise que o juiz vai fazer é para todos os custodiados”, disse.

Órgãos da prefeitura de Cruzeiro do Sul são alvos de operação da PF que investiga lavagem de dinheiro — Foto: Divulgação/PF-AC

Órgãos da prefeitura de Cruzeiro do Sul são alvos de operação da PF que investiga lavagem de dinheiro — Foto: Divulgação/PF-AC

Desvio

A ONG CBCN foi contratada com dispensa de licitação pela prefeitura, porém, segundo a PF, nunca prestou os serviços que foram acordados nos termos de colaboração com a gestão.

O casal Rosa Sampaio e Jocélio Araújo de Melo, que administram a ONG, também foi presos. Melo foi preso pela PF em Brasília, já a mulher dele estava em Cruzeiro do Sul quando foi levada pela polícia.

FONTE:G1