Conectado por

Acre

Petecão, que estava de “banda”, elogia Gladson na primeira colheita de soja no Acre

Publicado por

em

Continua após a publicidade

“Pouca mídia e mais ação”

Jargão usado pelo governador Gladson Cameli durante a colheita de 15 mil toneladas de soja na Fazenda do pecuarista Jorge Moura. O evento, um dia de campo, foi marcado por otimismo e resultados, afinal, o estado sai de 1,2 mil para 5 mil hectares plantados.

Investimento alto

Somente o empresário Jorge Moura investiu R$ 3 milhões em maquinário. Segundo o pecuarista, o investimento é alto, mas, o retorno é garantido. A soja do plantada na Fazenda Esperança tem destino certo: a China, um dos maiores mercados consumidores do mundo.

Vice-governador

O vice-governador Major Rocha utilizou uma expressão muito feliz durante o evento: “O Acre abriu os olhos para o mundo”. Segundo o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Acre, pecuarista Assuero Veronez, a soja é o alimento mais cobiçado do mundo “e um poder de criar dinâmica econômica muito grande”.

Contrapartida

Assuero Veronez chama atenção do estado para a contrapartida necessária para os investimentos que estão sendo feitos no setor da soja, entre eles, os silos graneleiros que precisam ser construídos. A etapa de secagem é fundamental para a qualidade da soja produzida. Outra coisa é o acesso através de ramais.

Mutirão ambiental

A deputada federal Vanda Milani (Solidariedade) falou sobre as outorgas e a desburocratização pelo Imac, fato que antes não era sequer cogitado. O governador retribuiu a observação da parlamentar quando usou da palavra, chamando o diretor do IMAC, André Hassen, para frente, e destacando o trabalho da autarquia.

Clima de festa

O clima é tão favorável no setor agrícola que até o senador Sérgio Petecão fez rasgados elogios ao governador Gladson Cameli, coisa que há muito não se via. Segundo o senador 100% popular, mais que um simbolismo, a colheita deste ano mostra que os investimentos no setor são sérios e visam o desenvolvimento do estado.

Dinâmica

O secretário Thiago Caetano, que até o meio de semana era pré-candidato garantido à prefeitura de Rio Branco, pode sofrer um revés por uma costura com o DNA do deputado José Bestene (Progressistas), que visa a dobradinha com a esposa do senador Sérgio Petecão (PSD-AC). Para alguns progressistas, esse é o único caminho capaz de aglutinar uma forte coligação majoritária.

Sorriso tímido

Thiago parece saber da estratégia, já não sorria tão largamente durante o evento de colheita da soja. O pré-candidato chegou atrasado, não acompanhou o governador em agenda de campo e distribui poucos apertos de mão.

Pressagio

O senador Sérgio Petecão e a esposa, Marfisa Galvão, estiveram presentes no evento, coisa que nunca mais se viu. O deputado José Bestene representou a Assembleia Legislativa do Acre, junto com o vice-presidente da Aleac, deputado Luiz Gonzaga. Será que já está tudo certo para a dobradinha?

Garantia

O secretário Thiago Caetano tem dito por onde passa que tem a garantia do governador Gladson Cameli sobre a sua pré-candidatura. O homem tem conversado com Deus e o mundo e formalizado vários apoios. É esperar para ver a decisão que deve acontecer até a próxima semana.

Pepino

Todo esse pepino está nas mãos da senadora Mailza Gomes (Progressistas) que é quem deve, com o aval do Palácio Rio Branco, definir quem será o nome do partido para encabeçar a chapa majoritária este ano em todo o estado.

Mudanças de rumo

O prefeito Ilderlei Cordeiro agiu rápido e gravou um vídeo explicando que em sua gestão não existe desvio de recursos. Como está fora do estado, usou as redes sociais para falar com a população de Cruzeiro do Sul.

Fogos

Os fogos que a turma do Vagner Sales guardou com o adiamento do julgamento pelo Tribunal Regional Eleitoral do processo contra Ilderlei, foi tocado fogo durante o final de semana. Para o grupo, o fato é tudo que faltava para o nome lançado pelo Leão do Juruá decolar junto à opinião pública.

Fora do ninho

Quem também esteve presente no evento foi o deputado Fagner Calegário. De canto, longe dos holofotes, Calegário ficou sem jeito quando um assessor do Palácio Rio Branco perguntou se ele fazia parte da base.

Manoel Morais

Quem também deu o ar da graça no evento foi o deputado estadual Manoel Morais. Com poucos assessores, o parlamentar fez questão de cumprimentar o governador. Há quem afirme que o líder do PSB no parlamento esteja quieto em função de contratos nas áreas da saúde e educação. Será que é verdade?

Fonte:contilnetnoticias