Conectado por

Amazonas

Estratégias de atuação da Força Nacional em Manaus ainda devem ser discutidas em reunião, diz governo


Compartilhe:

Publicado por

em

As estratégias de atuação dos policiais de tropas da Força Nacional de Segurança ainda devem ser discutidas durante uma reunião com órgãos de segurança nesta quarta-feira (9). Os primeiros policiais começaram a chegar na cidade durante a manhã, após uma série de ataques de criminosos serem registrados desde o fim de semana.

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, informou durante uma coletiva de imprensa nesta quarta, que ainda não há definições sobre como os policiais da Força Nacional devem atuar em Manaus e se, também, devem atuar em municípios do interior.

Segundo o coronel da Força Nacional, Américo Gaia, até a manhã desta quarta, 40 policiais haviam chegado em Manaus.

A partir de agora, os órgãos de segurança do estado devem ter uma reunião com os policiais da Força Nacional onde as estratégias devem ser discutidas.

“Esse detalhamento será todo definido hoje à tarde durante uma reunião que teremos. Vamos mostrar toda a nossa problemática, mostrar nossas manchas criminais, os problemas que temos nos estado e, após isso, vamos poder dizer como e onde irão atuar”, disse Bonates.

Durante a coletiva, o coronel Gaia informou que a Força Nacional existe para prestar apoio aos estados e é composta por efetivos de estados do país. O papel da Força Nacional, segundo ele, é de dar apoio aos estados em situações de crise.

“Houve um problema inusitado. O modo que foram concebidos os ataques fogem um pouco do padrão do que tem se visto pelo Brasil. A Força, com este efetivo de Polícia Militar e de Polícia Judiciária, vem para contribuir com a segurança pública do estado”, comentou o coronel.

Força Nacional em Manaus

A autorização do envio das tropas da Força Nacional para Manaus foi informada pelo ministro da Justiça, Anderson Torres, em uma rede social, na segunda-feira (7). Nesta terça-feira (8), uma portaria do Diário Oficial confirmou o envio de tropas pelo período de 30 dias – com possibilidade de ser prorrogado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, os policiais da Força Nacional que chegam a Manaus foram encaminhados de outros estados, para atuarem após os ataques registrados.

Tropas foram enviadas após uma série de ataques de criminosos serem registradas na cidade e em municípios do interior desde o fim de semana.  — Foto: Paulo Frazão/Rede Amazônica

Tropas foram enviadas após uma série de ataques de criminosos serem registradas na cidade e em municípios do interior desde o fim de semana. — Foto: Paulo Frazão/Rede Amazônica

As primeiras tropas da Força Nacional chegaram de Apuí, interior do Amazonas, e entraram em Manaus pelo Porto da Ceasa, por volta das 10h30, em oito veículos. Um outro grupo que partiu de Brasília desembarcou no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, por volta das 10h40.

Outra tropa que partiu de Rondônia percorre a rodovia BR-319 e deve chegar na cidade nas próximas horas. Ao total, 144 policiais devem atuar na cidade.

Onda de ataques em Manaus

Manaus viveu uma onda de violência entre o fim da noite de domingo (6) e a madrugada desta segunda-feira (7). Ao menos 38 pessoas foram presas. Além de Manaus, nove cidades do interior do Amazonas também registraram ataques.

Nesta terça-feira, depois de dois dias de serviço suspenso ou realizado de formal parcial, a frota do transporte coletivo de Manaus voltou a operar com 100% dos veículos. A vacinação para o público adulto de 54 anos foi retomada, bem como a repescagem do grupo de 59 a 55 anos.

A capital está sem registrar novos ataques desde a manhã de segunda. No interior, no entanto, houve registros violentos em algumas cidades entre segunda e a madrugada de terça (8).

O município de Caapiranga, distante 184 quilômetros de Manaus, registrou um ataque ao prédio da delegacia da cidade. Uma viatura da Polícia Militar, dois veículos da Polícia Civil e um carro particular foram queimados. Segundo a PM, os quatro veículos estavam no pátio da Delegacia.

Uma escola municipal da zona rural de Careiro Castanho, município distante 124 quilômetros de Manaus, foi incendiada por criminosos na madrugada. A escola fica em um assentamento em que vivem 251 famílias, no quilometro 115 da BR-319.

Locais atacados por criminosos em Manaus desde domingo (6) — Foto: Arte G1

Locais atacados por criminosos em Manaus desde domingo (6) — Foto: Arte G1

G1.globo.com