Conectado por

Rondônia

Cresce o número de atendimentos no hospital infantil Cosme e Damião em virtude do tempo seco em Porto Velho


Compartilhe:

Publicado por

em

O  número de atendimentos no Pronto Socorro Infantil Cosme e Damião cresce nessa época do ano. O tempo seco registrado na Capital tem feito com que pais levem seus filhos, com problemas respiratórios a hospitais.

”Essa é a estação do ano em que mais há ocorrências de problemas respiratórios como bronquite, pneumonia, virose e gripe. Isso acontece devido a maior aglomeração de vírus e bactérias que existe nessa época”, disse o pediatra Daniel Pires.

Ariela Rivas tem 10 meses de vida, desde quando nasceu tem problemas respiratórios, por duas vezes na mesma semana procurou o pronto socorro infantil Cosme e Damião. “Todos os anos nessa época a situação da minha filha agrava, ela começa a tossir, a ter febre e principalmente falta de ar, o que me resta é trazer ela para o hospital”, conta Jessica Rivas, mãe da menina.

O pediatra Daniel Pires, orienta as mães a terem um cuidado redobrado nessa época do ano, principalmente com as crianças que já apresentam uma situação de agravo. “Nesse caso quando a criança apresentar falta de ar, cansaço, respiração rápida, febre, que compromete o quadro infeccioso, ou seja, quaisquer sintomas, a mãe deve procurar uma Unidade Básica de Saúde mais próxima para ser tratada, ou dependendo da gravidade ser encaminhada para o Cosme e Damião, e evitar maiores complicações. É importante também manter a criança bem hidratada, tomar bastante liquido estimular o aleitamento materno, para as mães que estão amamentando, ter uma alimentação leve, manter o cartão de vacina em dia, evitar ambientes fechados, limpar a casa com produtos de cheiro leve. Esses cuidados podem evitar que as crianças tenham crise mais forte”, ressaltou o pediatra.

Outro fator que este tempo acarreta diretamente na saúde da população, além da baixa umidade do ar, são as fumaças das queimadas o que é preciso redobrar os cuidados.