Conectado por

Concursos

Concurso TCU: projeto básico confirma provas em todas as capitais


Compartilhe:

Publicado por

em

O concurso para o TCU (Tribunal de Contas da União) terá provas objetivas e discursivas aplicadas em todas as capitais do país. Esse quesito consta no projeto básico da seleção, ao qual Folha Dirigida teve acesso nesta sexta-feira, 10.

O documento funciona como um espelho para o edital e confirma vagas, cargo, salários, requisitos, etapas de seleção. De acordo com projeto básico, a oferta será de 20 vagas imediatas mais cadastro de reserva para o cargo de auditor federal de controle externo.

Do total de oportunidades, 15 serão para ampla concorrência, uma para pessoas com deficiência e quatro para negros. O cargo terá como requisito o ensino superior completo em qualquer área de formação.

A remuneração inicial é de R$18.557,55 para jornada de 40 horas por semana. A lotação dos aprovados será exclusivamente em Brasília, no Distrito Federal. A estimativa é que a seleção atraia 10 mil candidatos. A taxa de inscrição deve ser de R$180.

O concurso TCU será composto por duas etapas: provas objetivas e discursivas, aplicadas em um único dia, em todas as capitais do país. Os classificados ainda serão submetidos ao Programa de Formação, realizado em Brasília DF com duração mínima de 120 horas.

A avaliação objetiva, por sua vez, valerá 200 pontos, sendo 100 de Conhecimentos Gerais e 100 de Conhecimentos Específicos.

Na prova discursiva, os concorrentes deverão responder a duas questões discursivas de Conhecimentos Gerais a serem respondidas em até 20 linhas cada.

Além de uma questão discursiva de Conhecimentos Específicos a ser respondida em até 20 linhas; e uma redação de peça de natureza técnica a ser elaborada em até 50 linhas.

Conforme o projeto básico, será reprovado nas provas e eliminado do concurso quem se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir:

  • Obtiver nota inferior a 30 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Gerais;
  • Obtiver nota inferior a 30 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos;
  • Obtiver nota inferior a 60 pontos no conjunto das provas objetivas;
  • Obtiver nota inferior a 30 pontos no conjunto das provas discursivas.

Concurso TCU: escolha da banca está em andamento

A realização de novo concurso para o TCU foi autorizada em maio deste ano. Em seguida, o tribunal formou uma comissão para prosseguir com os trâmites para publicação do edital.

A escolha da banca organizadora, por exemplo, já foi iniciada. Conforme apurado por Folha Dirigida, pelo menos três instituições enviaram propostas: Fundação Getulio Vargas (FGV), Cebraspe e Idecan.

A banca organizadora deverá receber as inscrições, viabilizar e aplicar as etapas do concurso TCU. Na última seleção, realizada em 2015, o Cebraspe foi o contratado para ficar a frente dos procedimentos.

Conforme o projeto básico, o novo concurso terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois. Durante esse período, o tribunal poderá convocar os aprovados entre as vagas imediatas e o cadastro de reserva.

As chamadas serão realizadas mediante a necessidade de novos auditores e orçamento disponível para as nomeações. Uma boa notícia é que o Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2022 prevê 39 provimentos para o TCU.

Dessa maneira, o tribunal poderá fazer uso do cadastro de reserva e chamar dezenas de aprovados.

Último concurso TCU para auditor ocorreu em 2015

Em 2015, foi realizado o último concurso para auditores federais de controle externo do Tribunal de Contas da União. O edital trouxe a oferta de 66 vagas.

Os concorrentes foram submetidos a provas objetivas e discursivas, com a organização do Cebraspe. Na primeira etapa, foram cobradas 200 questões, sendo elas de: Conhecimentos Gerais (100) e Específicos (100).

A prova de Conhecimentos Gerais teve disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Raciocínio Analítico, Matemática Financeira, Noções de Estatística, Controle Externo, Direito (Constitucional, Administrativo, Civil, Processual Civil, Penal), Auditoria Governamental e Análises de Informações.

Já o exame discursivo consistiu em duas questões de Conhecimentos Gerais, uma de Conhecimentos Específicos e uma peça de natureza técnica.

Os aprovados também passaram por um programa de formação, que é coordenado pelo Instituto Serzedello Corrêa. Essa etapa tem duração mínima de 120 horas.

 

Folha Dirigida

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento