Conectado por

Uncategorized

Como evitar os erros humanos na hora de dirigir


Compartilhe:

Publicado por

em

Quando você dirige um veículo, que pode ser uma van, uma caminhonete, um Ford Ecosport 2021 ou um supercompacto, deve tomar determinadas precauções enquanto dirige para evitar acidentes.

Lembrando que a maioria dos acidentes acontecem por distrações como o uso do celular, vale a pena fazer uma revisão dos erros humanos mais comuns.

Uma ligação rápida ou responder uma mensagem pode provocar um acidente grave, como também dirigir em alta velocidade, não respeitar os sinais de trânsito, comer, beber e fumar. Segundo as estatísticas internacionais, pelo menos um 45% dos acidentes que acontecem todos os dias poderiam ser evitados se os motoristas dirigissem com a atenção voltada a própria ação de dirigir.

Mesmo sendo um motorista experimentado ou um motorista que acaba de tirar a carteira para dirigir o seu novo Ford Ecosport 2021, é importante prestar atenção às seguintes dicas para poder chegar ao seu destino sem problema algum.

Afinal, ainda que a tecnologia ofereça mais segurança, que as estradas estão a cada dia que passa melhor sinalizadas e que os carros sejam hoje inteligentes, nada disso será suficiente para evitar um acidente se o motorista não for inteligente e bem preparado para poder tomar a decisão correta, evitando provocar um acidente.

Cansaço e fadiga

Um motorista cansado duplica o número de distrações. O cansaço aumenta o tempo de reação e o motorista acaba cometendo erros como olhar menos para os sinais de trânsito ou o espelho retrovisor.

Se você sentir que está se acomodando o tempo todo no banco, se sente dormência nos braços, se o carro muda de faixa sem você perceber ou sente coceira na cabeça, é hora de parar, pois são sintomas de fadiga e isso pode acabar em um acidente.

Medir o trajeto em tempo

Medir o trajeto que você vai fazer em tempo e não na distância, é um erro muito grave. Por que motivo? É muito simples: quando uma pessoa calcula um determinado tempo para fazer a viagem, se as horas vão passando e o destino final ainda está longe, a reação do motorista é aumentar a velocidade e fazer ultrapassagens perigosas. Aparecem assim as condutas de risco e a possibilidade de um acidente aumenta. Dirigindo carros novos Ford ou de qualquer outra marca, o risco é o mesmo.

O perigo da tarde e da noite

É muito importante tentar não dirigir entre as duas e as quatro horas da tarde e também durante a noite. Fundamentalmente entre as duas e as cinco horas da manhã, bem como durante o amanhecer, a possibilidade de sofrer um acidente é maior.

E não se esqueça: os acidentes durante a noite sempre são muito mais graves que os acidentes diurnos. Isso se deve à fadiga, ao sono normal que o motorista sente nessas horas, perdendo mais do 70% da visão e perdendo também a capacidade de reação.

Por outro lado, quando um acidente acontece durante a noite, o resgate e o socorro fica muito mais complicado.

Evitar brigas enquanto dirige

Estudos feitos em diversos países ao redor do mundo afirmam que uma separação, uma demissão do trabalho, a perda de uma pessoa querida, a perda de uma gravidez, são situações de estresse que aumentam a possibilidade de um acidente grave se a pessoa for dirigir passando por essa situação.

A mesma coisa acontece quando uma pessoa está dirigindo e discutindo com outra: essa ação representa um risco grave, porque a atenção se desvia, o estresse aumenta e a percepção daquilo que acontece ao redor do carro diminui.

Cuidado com o veículo à frente

É necessario dirigir com muita atenção, sem tirar os olhos do trânsito, da estrada ou da rua por onde estiver andando. Nas viagens de férias ou nas viagens de fim de semana, os engarrafamentos podem ser frequentes e muitas vezes o erro de um pode provocar uma batida com vários veículos.

Isso pode acabar sendo grave se o carro não tiver um bom apoia cabeça e se os passageiros estiverem sem cinto de segurança. É bom lembrar da seguinte equação: uma batida a 50 quilômetros por hora exerce uma força de aproximadamente entre 180 e 300 kg no pescoço,