Conectado por

Saúde

Celulite infecciosa: Como ela é? O que deve ser feito para evitá-la?


Compartilhe:

Publicado por

em

O que é celulite infecciosa?

A celulite infecciosa, também chamada celulite bacteriana, é uma infecção bacteriana comum do tecido subcutâneo, potencialmente grave e até letal.

Quais são as causas da celulite infecciosa?

A celulite infecciosa ocorre quando bactérias, principalmente do tipo Staphylococcus ou Streptococcus, conseguem entrar através de uma rachadura ou interrupção na pele, infectando suas camadas mais profundas. Por isso, a celulite infecciosa é mais comum em pessoas com feridas cirúrgicas, cortes, picadas, mordidas e arranhaduras de animais.

Resultado de imagem para celulite infecciosa

Além disso, pessoas com problemas de pele como eczema, dermatite ou micose também têm maior risco de desenvolver celulite infecciosa, assim como pessoas com sistema imune enfraquecido ou diabetes, por exemplo. A celulite infecciosa não é transmitida de pessoa para pessoa.

Vários outros fatores aumentam o risco da celulite infecciosa, entre eles: ferimentos, sistema imunológico enfraquecido, doenças da pele, edemas crônicos de braços ou pernas (como o linfedema, por exemplo), história prévia de celulite e obesidade.

Quais são as principais características clínicas da celulite infecciosa?

A celulite infecciosa afeta a pele na parte inferior das pernas, mas pode ocorrer também em qualquer outra parte do corpo. A pele afetada se apresenta inchada e vermelha e é tipicamente dolorida e quente ao toque. Além disso, a área vermelha da pele tende a se expandir, causando inchaço, dor, febre acima de 38° C, manchas vermelhas, bolhas e ondulações da pele.

Alguns sintomas comuns de uma infecção mais grave por celulite são: tremores, arrepios, fadiga, tontura, dores musculares, pele quente e suores. Sintomas que indicam que a celulite está se espalhando, podem ser: sonolência, letargia, empolamento das lesões e formação de listras vermelhas na pele.

Resultado de imagem para celulite infecciosa

Como o médico diagnostica a celulite infecciosa?

Quase sempre a celulite infecciosa é identificada pelo médico através da observação direta e dos sintomas relatados pelo paciente, mas em alguns casos pode ser necessário pedir um exame de sangue ou fazer uma avaliação em laboratório de um pedaço da pele afetada, para confirmar o tipo de bactéria e receitar o antibiótico mais adequado.

Como o médico trata a celulite infecciosa?

O tratamento para a celulite infecciosa é iniciado com o uso de antibióticos orais, por 10 a 21 dias. Nesse período, é aconselhado tomar todos os comprimidos no horário indicado pelo médico, assim como observar a evolução dos sinais de infecção (dor, calor e rubor). Se esses sinais aumentarem, é muito importante voltar ao médico, já que o antibiótico receitado pode não estar tendo o efeito esperado, precisando ser trocado, ou o paciente precisa ser internado, para receber medicação diretamente na veia e evitar que a infecção se espalhe pelo corpo. Além disso, o médico pode ainda receitar analgésicos, para aliviar os sintomas durante o tratamento.

Como prevenir a celulite infecciosa?

Para ajudar a prevenir a celulite e outras infecções, tome precauções quando apresentar uma ferida na pele:

  • Lave a ferida diariamente com água e sabão.
  • Aplique um creme, unguento ou pomada protetora.
  • Cubra a ferida com uma bandagem.
  • Fique atento a sinais de infecção.

Quais são as complicações possíveis da celulite infecciosa?

Se não for tratada, a infecção pode se espalhar para os nódulos linfáticos e para a corrente sanguínea e, rapidamente, se tornar uma ameaça à vida. Episódios recorrentes de celulite podem causar danos ao sistema de drenagem linfática e causar edema crônico do membro afetado.

Raramente, a infecção pode se espalhar para uma camada mais profunda de tecido chamada fáscia. A fasciíte necrosante, um exemplo raro de infecção de camada profunda, é uma emergência extrema.

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento