Conectado por

Geral

Às vésperas do ‘Dia D’, seis municípios de RO ainda não registraram número de vacinas à Agevisa


Compartilhe:

Publicado por

em

As vésperas do ‘Dia D’ da vacinação contra o sarampo e a poliomielite, neste sábado (18), seis municípios de Rondônia ainda não informaram, à Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa-RO), o número de vacinas distribuídas nos postos de saúde à população.

Segundo o coordenador estadual de imunização da Agevisa, Ivo Barbosa, a falta de informação sobre o número de vacinas distribuídas é um problema grave que pode resultar em ações e gastos desnecessários ao Estado.

No início desta semana, dos 52 municípios, 19 ainda não tinham atualizado o sistema de controle de vacinações. “Ligamos para as secretarias municipais de saúde e pedimos que informassem as doses aplicadas no sistema. Hoje (sexta-feira), apenas seis ainda estão pendentes”, explicou Ivo Barbosa. Segundo ele, os dados orientam a Agevisa no acompanhamento do crescimento da cobertura vacinal.

Ainda segundo o coordenador de imunização, os municípios têm até este sábado para alimentar o sistema. “A campanha, em Rondônia, foi antecipada à nacional. Neste sábado é o último dia para os pais imunizarem seus filhos”, afirmou, acrescentando que o público-alvo da vacinação são crianças de 1 a 4 anos.

“Se o sistema não for alimentado adequadamente, entende-se que aquele município está suscetível a epidemias de poliomielite e sarampo”, explicou. Sobre a falta de informação no sistema da Agevisa, Ivo Barbosa explica que, como a demanda nas salas de vacinas está muito grande, falta pessoal nos municípios para inserir os dados no sistema.

Vacina tríplice viral protege contra caxumba, rubéola e sarampo (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

Vacina tríplice viral protege contra caxumba, rubéola e sarampo (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

Vacinação

As unidades de saúde, em todo o Estado, vão ficar abertas das 8h às 17h, neste sábado (18), quando será encerrada a campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite em Rondônia, conforme informou a Agevisa. “A expectativa é que seja atingido 95% da meta preconizada pela Organização Mundial de Saúde, mas esperamos ultrapassar a meta”, salientou Ivo Barbosa.

Segundo ele, a região Norte já teve seis casos confirmados de morte por sarampo, quatro em Roraima e duas no Amazonas. “Teve um caso em Porto Velho, mas a paciente já foi curada e não teve nenhuma sequela”, disse, acrescentando que, em se tratando de imunização, das 27 unidades federadas, Rondônia é a que mais se destaca em índice de vacinações, com cobertura de 60% em ambas as vacinas.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *