Conectado por

Religião

A situação irreversível de judas


Compartilhe:

Publicado por

em

Parte 01

A história de Judas é solene. Escolhido pelo Senhor como discípulo, tinha testemunhado o poder e o amor de Jesus durante 3 anos. Tinha visto todos os milagres que o Senhor Jesus fazia e ouvido as “palavras de graça que saiam da sua boca” (Lucas 4:22).

Jesus o tinha indicado como tesoureiro do grupo dos discípulos, mas Judas tinha permanecido surdo a todas essas manifestações de amor. Era “ladrão” e se indignou por causa do gesto de Maria que derramou sobre os pés do Senhor Jesus um perfume de grande valor (João 12:5-6).

Sua cobiça também o levou a propor aos sacerdotes entregar a seu mestre, por trinta moedas de prata (Mateus 26:15-16).

Na última refeição juntos, durante a ceia pascal, Jesus, entretanto, fez uma advertência a Seu discípulo: com um gesto carinhoso lhe deu um bocado da comida (João 13:26), mas nada deteve o traidor. Algumas horas mais tarde, já de noite, no Getsêmani, entregou a seu Mestre por meio dum beijo, depois de haver dito aos soldados: “O que eu beijar é esse; prendei-o… Jesus lhe disse: amigo, a que vieste?” (Mateus 26:48-50). O coração de Judas permaneceu frio até que, medindo o imenso pecado que acabara de cometer, e cheio de remorso, devolveu aos sacerdotes “o galardão da iniquidade” (Mateus 27:3-5; Atos 1:18) e logo se enforcou.

Existe alguém que tenha estado com Jesus e que continua preso ao pecado? Esse é o tempo para clamar ao Senhor Jesus a fim de ser libertado.

Continua…

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento