Conectado por

Saúde

Câncer de esôfago: A ‘estranha’ sensação na garganta que não deve ignorar


Compartilhe:

Publicado por

em

Ocâncer de esôfago representa 2% de todos os tumores malignos. Mesmo sendo raro, está entre os tumores de crescimento mais rápido. Na maioria das vezes, quando diagnosticado, já começou a espalhar células cancerosas para o resto do corpo.

A ‘estranha’ sensação de que alguma coisa está presa na garganta pode, afinal, ser um indício de câncer do esôfago, um dos tipos de tumores do sistema digestivo, como escreve o jornal Express.

COMO O CÂNCER DE ESÔFAGO SE DESENVOLVE

As causas do câncer de esôfago ainda não são conhecidas, mas alguns fatores de risco estão relacionados ao desenvolvimento do tumor:

Tabagismo;
Abuso de bebidas alcoólicas;
Ingestão de alimentos e bebidas excessivamente quentes;
Obesidade;
Idade maior que 55 anos;
Lesões de longo prazo na parede do esôfago causadas por refluxo, por exemplo;
Exposição de longo prazo a vapores químicos, como de produtos usados em limpeza a seco.

Atenção – um fator que agrava e acelera o desenvolvimento desse tipo de câncer é que há vários linfonodos vizinhos ao esôfago. Isso facilita que o tumor se espalhe por meio da rede linfática, podendo invadir outros órgãos, como a membrana que reveste o pulmão e a que reveste o coração, a traqueia, os brônquios e a aorta. Dessa forma, a cura se torna muito difícil.

SINAIS E SINTOMAS DO CÂNCER DE ESÔFAGO

O principal sintoma de câncer de esôfago é a dificuldade para engolir. Na fase inicial, essa dificuldade acontece com os alimentos sólidos. Em seguida, com os pastosos e, finalmente, com os líquidos. Por isso, grande parte das pessoas com a doença perde peso e apresenta anemia e desidratação.

Noticias ao Minutos

Publicidade
Governo de Rondônia
Betfair
ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento