Conectado por

Rondônia

Verbas: Prefeito e vereadores buscam destravar recursos de emendas parlamentares em Brasília

Publicado por

em

Em busca de recursos para levar melhorias a diversas ruas e bairros de Porto Velho, o prefeito Hildon Chaves, acompanhado de vereadores e do assessor de política governamental, Devanildo Santana, se reuniu em Brasília (DF), na manhã desta quarta-feira (13/2), com o coordenador geral de análises de projetos do Ministério do Desenvolvimento Regional, Walber Santana.

Continua após a publicidade

O assunto principal da conversa foi a liberação de R$ 53.486.659.00, de um total de R$ 85.551.659.00 oriundos de emenda de bancada, para que sejam aplicados em novos projetos de drenagem, asfaltamento de ruas e construção de meios-fios e sarjetas, entre outras obras.

“A emenda do recapeamento, esta já está muito bem encaminhada, está destravada e já estamos no processo de licitação dessa emenda, que são R$ 32 milhões. Nós temos mais R$ 53 milhões oriundos da emenda impositiva da bancada federal, que estão com algumas pendências e nós estamos aqui para resolver”, disse o prefeito.

O prefeito citou como exemplo, os projetos para drenagem e asfaltamento total dos bairros Lagoa e Igarapé, e das avenidas Rio de Janeiro e Calama, que respectivamente ligação os residenciais Orgulho do Madeira e Cristal da Calama.

Bancada

Depois da reunião no Ministério do Desenvolvimento Regional, Hildon Chaves e comitiva almoçaram com os deputados e senadores que compõem a Bancada Federal, com exceção do senador Acir Gurcgaz, que estava em outra agenda.

No encontro com a bancada, o prefeito solicitou mais recursos para investimentos em diversos setores, especialmente em saúde, educação e infraestrutura.

Hildon Chaves ficou bastante satisfeito com as reuniões e acredita que em breve terá mais recursos para investir em prol da população.

Comitiva

Fazem parte da comitiva, o presidente da Câmara Municipal, Edwilson Negreiros, o líder do prefeito, Alan Queiroz, Maurício Carvalho, Pastor Sandro e Márcio Miranda.