Conectado por

Acre

Servidores da Educação protestam contra retorno do ano letivo no Acre


Compartilhe:

Publicado por

em

Um grupo de servidores da Educação fechou a Avenida Brasil, no Centro de Rio Branco, contra o retorno das aulas no Acre. Um assembleia ocorre nesta sexta-feira (7) para discutir uma possível greve da categoria, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac). Os manifestantes se reuniram em frente à Casa Civil.

Em nota, assinada também pelo Sindicato dos Professores da Rede Pública de Ensino do Estado (Sinproacre) e Sindicato dos Técnicos Administrativos de Apoio Administrativo Educacional (Sinate), eles pedem:

  • Não ao início do ano letivo de 2021, nem presencial nem remotamente;
  • Reposição inflacionária;
  • Reestruturação de tabelas com pisos das carreiras ;
  • Greve

O governo deve enviar nota ainda nesta quarta.

Aulas no Acre

Cerca de 148 mil alunos da rede pública de ensino do Acre iniciam o ano letivo 2021 no próximo dia 10 de maio. Com o estado em fase de emergência por conta da pandemia da Covid-19, representado pela bandeira vermelha, as aulas vão continuar de forma remota.

A previsão inicial era de que as aulas começariam no dia 3 de maio, mas os professores ainda estão passando por treinamentos e planejamento das aulas e, por isso, o prazo foi adiado.

A maioria das escolas já encerrou as aulas do ano letivo de 2020, mas há ainda algumas instituições da zona rural e indígenas que não conseguiram concluir. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, essas escolas devem trabalhar os dois anos letivos de forma paralela.

G1.gloco.com