Conectado por

Featured

Rio Madeira atinge maior cota do ano em Porto Velho: 17,11 metros


Compartilhe:

Publicado por

em

O rio Madeira atingiu nesta terça-feira (26) a cota de cheia em Porto Velho. Segundo o Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira, por volta de 3h45 o rio marcou 17,11 metros, a maior cota do ano.

Segundo a Defesa Civil, 17 metros é a cota de transbordamento para uma eventual cheia na capital. Na tarde de segunda-feira (25) o rio marcava 16,85 metros.

Às 3h da madrugada desta terça-feira, a água subiu rapidamente e chegou aos 17 metros. Quarenta e cinco minutos depois, o rio subiu ainda mais e atingiu a maior cota do ano: 17,11 metros.

Segundo o Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira (SAH Rio Madeira), mesmo atingindo o recorde do ano, o rio Madeira voltou a recuar durante a manhã desta terça-feira. Às 10h da manhã a cota era de 16,67 metros.

A tendencia para os próximos dias é que o rio tenha uma estabilidade, porém a previsão de chuva para a capital do estado nos próximos dias.

Rio Madeira está perto de atingir a cota de transbordamento em Rondônia

Rio Madeira está perto de atingir a cota de transbordamento em Rondônia

Mais de 400 atingidos

A cheia do rio Madeira já atinge mais de 400 pessoas na capital. Mais de 10 famílias estão desabrigadas e pelo menos 28 desalojadas.

“Os desabrigados estão na área rural e são mantidos em barracas, com ajuda das secretarias envolvidas no apoio humanitário”, explicou Marcelo Santos, coordenador de Defesa Civil do município.

Cheia do Rio Madeira tira muita gente de casa em Rondônia

Cheia do Rio Madeira tira muita gente de casa em Rondônia

Cheias históricas

Quando registrou a cheia histórica, em 2014, o nível do rio Madeira atingiu mais de 19 metros. Milhares de pessoas foram retiradas de casa.

Outro ápice do nível do rio foi em 9 de abril de 2007, quando o Madeira chegou a 17,52 metros. Na época, a enchente invadiu bairros, distritos e afetou cerca de 1,6 mil famílias somente em Porto Velho

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *