Conectado por
Governo de Rondônia

fatalidade

Repórter fica ferido após sofrer acidente durante entrada ao vivo e terá que usar cadeira de rodas por 60 dias em MT

Publicado por

em

Jandir Martins disse que queria mostrar os perigos de ponte sem corrimão e acabou caindo de uma altura de 4 metros.


Continua após a publicidade

O repórter Jandir Martins, de 53 anos, sofreu fraturas nos dois calcanhares após cair em um córrego durante uma reportagem ao vivo, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, na última quinta-feira (18). Ele passou por cirurgia nos dois pés e agora terá que usar cadeira de rodas por, pelo menos, 60 dias, até a recuperação.

Jandir conta que a ponte não tem corrimão e que estava mostrando os perigos que os moradores que precisam passar pelo local têm que enfrentar diariamente.

No local há buracos e a cabeceira desmoronou recentemente, trazendo ainda mais risco para a população, segundo ele.

“Não devia ter feito aquilo, não sei porque eu fiz. Eu só queria ficar pendurado para mostrar o perigo, mas perdi as forças e cai no Córrego Canivete”, explica Jandir.

 

Ele disse que estava fazendo uma reportagem ao vivo no local, quando decidiu mostrar que qualquer um poderia se desequilibrar.

“Tinha um buraco na cabeceira e não tinha corrimão. Eu vi a ferragem da estrutura da ponte, a ideia era só balançar o corpo, mas acabei ficando pendurado. De repente, não consegui mais segurar e cai de uma altura de mais ou menos 4 metros”, explica.

 

O cinegrafista que acompanhava Jandir acionou uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que o resgatou com a ajuda do Corpo de Bombeiros.

Ele foi encaminhado para o Hospital Regional de Rondonópolis, onde passou por cirurgia.

Jandir já teve alta, mas vai ficar pelo menos 60 dias de cadeira de rodas. Ele conta ainda que existe risco de ficar com sequelas devido ao acidente.

G1