Conectado por

Acre

Receita Federal se manifesta sobre vans de jogadores peruanos barradas na fronteira


Compartilhe:

Publicado por

em

As duas vans que transportavam a seleção máster de Puerto Maldonado que faria um amistoso no Acre no último final de semana, foram barradas pela Receita Federal porque os veículos não possuíam autorização para o transporte de passageiros no território nacional.

Foi o que esclareceu o auditor fiscal da Receita Federal no Acre, Leandro Goldemberg, que se pronunciou oficialmente sobre o episódio, ocorrido na manhã de sábado (13), no posto de fiscalização em Assis Brasil, distante 310 KM da Capital.

Goldeberg explicou que os veículos transportavam um grupo de pessoas e que para trafegar em território brasileiro, precisavam de uma autorização expedida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT.

“Os peruanos não foram proibidos de entrar no país, o que ocorreu é que os veículos não tinham autorização para transportar pessoas no Brasil. Eles poderiam ter seguido viagem em táxis ou em ônibus, desde que fosse fretado e possuísse essa autorização”, explicou o auditor.

A delegação peruana iria participar de um amistoso na cidade de Bujari. Os organizadores do evento alegam que o cancelamento do evento gerou um prejuízo de R$ 4 mil.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento