Conectado por

Mato Grosso

Primeira vacinada contra a Covid-19 em MT diz que não teve nenhuma reação e brinca que ‘não virou jacaré’


Compartilhe:

Publicado por

em

Um dia depois de tomar a vacina contra a Covid-19, a técnica de enfermagem Luiza Batista de Almeida Silva, de 43 anos, que é a primeira moradora de Mato Grosso a tomar a vacina, disse nesta terça-feira (19) que não teve nenhuma reação e que está se sentindo bem e brincou que não virou jacaré, numa referência a uma fala do presidente Jair Bolsonaro, sobre supostos efeitos colaterais.

“Nem dormi à noite. Confesso que fiquei com medo de virar jacaré, mas a primeira coisa que fiz foi olhar no espelho e vi que eu estava normal”, brincou.

Ela contou que soube nessa segunda-feira (18) que seria a primeira a receber a dose da Coronavac em Mato Grosso, quando estava trabalhando e recebeu uma ligação da supervisora dela, pedindo que ela fosse até o setor de recursos humanos. “Fiquei muito feliz, radiante”, afirmou.

Luiza tomou a vacina durante uma cerimônia simbólica, no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, na noite de ontem.

Ela aconselha as pessoas a tomarem a vacina. “Vão tomar a vacina, quando for a sua vez, tomem, não vão virar jacarés, fiquem tranquilos”, declarou.

Durante um evento na Bahia, em dezembro, Bolsonaro criticou os defensores da vacina e alegou que a Pfizer não dava garantia de efeitos colaterais da vacina. “Se você virar um jacaré, é problema seu”, disse, na ocasião.

Ela trabalha na linha de frente da Covid-19, no Hospital Metropolitano.

Durante a pandemia, Luiza disse que viu muitas pessoas morrerem e situações que fugiam do controle.

“Foram momentos muito tristes, de muitas mortes, e situações que fugiam do nosso controle, porque o vírus é invisível. Cada corpo reage de uma forma. Ficamos desesperados diante do sofrimento de cada pessoa”, contou.

Segundo Luiza, a mãe e a irmã pegaram Covid-19, mas que se recuperaram bem.

Atualmente, a profissional atua na linha de frente do combate ao vírus, mais precisamente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do hospital de referência do estado.

Luiza é técnica de enfermagem desde 2011 e ingressou no Hospital Metropolitano em 2019. Ela é mãe de dois filhos e acadêmica do curso de enfermagem.

O ato simbólico do início da vacinação no estado teve a participação do governador Mauro Mendes, da primeira-dama Virginia Mendes, do secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, e de outras autoridades.

Mato Grosso recebeu mais de 126 mil doses da Coronavac na primeira etapa de vacinação — Foto: Tchélo Figueiredo - Secom/MT

Mato Grosso recebeu mais de 126 mil doses da Coronavac na primeira etapa de vacinação — Foto: Tchélo Figueiredo – Secom/MT

Mato Grosso recebeu 126.160 doses para atender o público alvo da primeira fase da campanha. Serão vacinadas cerca de 60 mil pessoas, com as duas doses, dentre elas indígenas.

Plano Estadual

 

O governo de Mato Grosso fez um Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso e prevê, caso necessário, o apoio de seis aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Com o objetivo de promover a adequada logística da vacina, com segurança, efetividade e equidade, a SES vai ampliar a Rede de Frio Estadual e já viabiliza uma Central Estadual e mais quatro Centrais Regionais (Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis e Sinop), assim como a aquisição de equipamentos de refrigeração e frota adequada para distribuição terrestre. O investimento estimado é de R$ 2,2 milhões.

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição será feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Nos casos em que for necessário, o Ciopaer disponibilizará sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

Nos próximos dias, os 141 municípios de Mato Grosso começam a receber as agulhas e seringas que já se encontram em estoque e que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19.

A SES também providenciou a aquisição suplementar de 6,5 mil seringas para o enfrentamento de vacinação, com investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.

Vacinação

 

Dez estados começaram a vacinar a população com a CoronaVac nesta segunda-feira (18), após o Ministério da Saúde ter iniciado a distribuição do imunizante contra a Covid-19.

Os estados escolheram profissionais de saúde e moradores de abrigo, parte do grupo prioritário da vacina, para receber a primeira dose. A segunda dose deve ser administrada em cerca de 21 dias.

G1