Conectado por

Direto de Brasília

Presidente passou pela UTI e foi intubado “por precaução”, diz Flávio Bolsonaro


Compartilhe:

Publicado por

em

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) disse na noite desta quarta-feira (14) que seu pai, Jair Bolsonaro, precisou ir para uma UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e chegou a ser intubado no HFA (Hospital das Forças Armadas), em Brasília.

“Ele fez alguns exames de imagens também, em que foi constatado um entupimento no seu intestino, com muito líquido no estômago. Então isso tudo foi monitorado. Ele foi realmente para uma Unidade de Tratamento Intensivo, sim, para ficar em observação com cuidados melhores. Chegou a ser intubado, sim, para evitar que ele broncoaspirasse o líquido que estava vindo do seu estômago. Isso já havia acontecido em cirurgias passadas, por precaução, nada de grave”, disse em entrevista ao programa Os Pingos nos Is.

Segundo o senador, o atual estado de saúde do pai não é grave. “Ele vai ficar em observação por alguns dias”.

Por recomendação do médico Antônio Luiz Macedo, que já operou o presidente, Bolsonaro fará novos exames em São Paulo e ficará 3 dias em observação. Nas redes sociais, o presidente agradeceu o apoio e orações. Ele publicou que a nova possibilidade de cirurgia é “mais um desafio” decorrente da facada de 2018.

De acordo com Flávio, o presidente já tinha ido ao hospital no sábado e no domingo (10 e 11.jul). Depois de receber alta, foi recebido em almoço com ministros no Palácio da Alvorada.

Mais cedo, ao sair da CPI da Covid, o senador havia informado que estava “tudo sob controle”.

O presidente está sendo transferido para São Paulo, onde equipe médica vai avaliar necessidade de cirurgia no estômago. Segundo seu filho e senador, caso o procedimento se mostre necessário, será “algo pequeno, sem nenhuma gravidade”.

Bolsonaro deu entrada no HFA (Hospital das Forças Armadas) na madrugada desta 4ª feira (14.jul) com dores abdominais e realizou exames para investigar a origem de uma crise de soluços. O presidente está com dificuldade para falar há 12 dias por causa do problema. Médicos retiraram cerca de 1 litro de líquido do aparelho digestivo do presidente.

Unicanews.com.br

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento