Conectado por

Religião

Pra. Elza Amorim-Seja o que Deus te fez


Compartilhe:

Publicado por

em

Eis aqui, o que tão-somente achei: que Deus fez ao homem reto, porém eles buscaram muitas astúcias. Eclesiastes 7:29
A vida distante de Deus é mera conspiração do viver, não adianta valorizar uma obra de arte e querer menosprezar o seu ator. A obra só existe porque a mente do seu criador a pensou.
Somos obras das mãos de Deus, amar a vida e não temer a Deus é inútil, pois saímos da sua imaginação, somos miragem materializada do seu saber.
Adorar a Deus é melhor do que a vida, pois quando o adoramos somos formados para vencer até a morte. Logo, o viver Nele se eterniza.
Admirar a criação e não dá ao seu feitor as honras devidas e desmerecer o que está diante dos nossos olhos, ou então, os nossos olhos estão tão cheios de escamas que são incapazes de enxergar o óbvio, o sensato.  A vida não existe sem Deus.
Precisamos limpar a nossa visão para tirar o embarcado colocado pelas trevas, e isto só será possível a luz da palavra de Deus.
Conhecer o criador é muito mais que está superfície que se propaga, é querer entrar Nele, se perder dentro Dele e ser encontrado como parte Nele.
Quem dera se a criação conhecesse realmente quem a fez, deixaria de ser o que se é, e se permitia ser o que Ele projetor, uma obra prima perfeita, sem traços obscuros, sem linhas de destruição.
Quando passamos a valorizar primeiro o inventor, a sua obra se torna em excelência para nós.
Então destitua-se do seu eu e passe a ser de Deus, não nesta superfície, mas na profundidade.
Pare de ser o que todos ver, e seja o que Deus criou, uma tela sem defeitos, cujos traços são perfeitos, uma pintura bela.
Pra Elza Amorim