Conectado por

Amazonas

Para identificar origem de surto de rabdomiólise no AM, amostras de água e pescado são coletadas para análise


Compartilhe:

Publicado por

em

Técnicos da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) e do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) coletaram amostras de água e de peixes in natura em Itacoatiara, nesta sexta-feira (3). O material será enviado para análise em Manaus. O objetivo é identificar a origem do surto de rabdomiólise.

Ao todo, são 54 casos da síndrome notificados no Amazonas. Houve registro de pacientes com a doença em pelo menos nove municípios:

  • 36 casos em Itacoatiara, incluindo uma morte
  • quatro em Silves
  • quatro em Borba
  • três em Manaus
  • três em Parintins
  • um em Caapiranga
  • um em Autazes
  • um em Maués
  • um em Manacapuru

 

Especialistas de diferentes áreas formam uma força-tarefa para tentar descobrir a causa do surto e combater a doença no estado.

Restrição no consumo de peixe

Na quarta-feira (1º), a Secretaria de Saúde publicou um comunicado de risco com orientações para que a população restrinja o consumo de pescado das espécies pirapitinga, pacu e tambaqui no município de Itacoatiara pelos próximos 15 dias. A medida é uma maneira para conter a proliferação da rabdomiólise na região.

A recomendação para os demais municípios é de alertar a rede de saúde para a identificação de possíveis novos casos e orientar a população sobre os sintomas da doença.

Ainda não está comprovada a origem do surto; no entanto, os peixes são uma forte suspeita.

Também é importante ter atenção à conservação do pescado qualquer que seja a espécie e procedência. O produto deve ser mantido no gelo para evitar a degradação e riscos à saúde que vão além da rabdomiólise.

O que fazer em caso de sintomas?

Em Manaus, pacientes com sintomas podem buscar uma unidade de saúde de urgência e emergência – SPA, UPA ou Pronto-Socorro. Se necessário, os pacientes serão encaminhados para os hospitais Delphina Aziz e o Hospital Universitário Getúlio Vargas, no caso de pacientes adultos. O Hospital e Pronto-Socorro da Criança (HPSC) da Zona Oeste está preparado para atender o público infantil.

Pacientes com sintomas de rabdomiólise do interior deverão fazer o primeiro atendimento no hospital ou outra unidade de saúde do município. Caso haja necessidade, a unidade hospitalar deverá fazer o encaminhamento para os hospitais de referência na capital, inserindo a chamada no Sistema de Transferência de Emergências Reguladas (Sister).

G1.globo.com

Continue

Um motorista desgovernado atropelou quatro homens que estavam em frente a uma loja de conveniências localizada na avenida Mário Covas, em Ananindeua, na noite desta sexta-feira (4). Segundo testemunhas, o homem dirigia em alta velocidade, quando perdeu o controle da direção, subiu a calçada e atropelou as vítimas. O acidente aconteceu por volta das 22h30. A batida foi tão forte que destruiu parte da escada de uma residência que fica ao lado da conveniência onde ocorreu o atropelamento. Uma das vítimas ficou presa na ferragem embaixo do carro e foi preciso o resgate erguer o veículo para retirar o ferido. O estado das vítimas não foi divulgado. De acordo com os moradores, a falta de sinalização da avenida é um dos principais fatores para que acidentes sejam registrados. “Desde que fizeram a Mario Covas esqueceram a sinalização, toda hora tem acidente no local, só esse ano mais de quatro acidentes já aconteceram por aqui. Todos os dias a gente tem registro de batida”, disse Maria José Soares, presidente da comunidade. O motorista do veículo foi preso em flagrante e encaminhado para seccional da Cidade Nova para prestar esclarecimentos. Em nota a Polícia Civil informo que um homem foi preso na madrugada deste sábado (4) e encaminhado para seccional da Cidade Nova após o atropelamento das quatro vítimas. O condutor foi submetido, por agentes do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN-PA) ao exame do estilômetro em que foi constatado que o investigado havia ingerido quantidade elevada de álcool. O motorista, de 51 anos, continua preso e à disposição da justiça.Motorista perde controle e atropela quatro pessoas na av. Mario Covas, em Ananindeua

Tópicos interessantes

AC: Com média de 700 transfusões por mês, Fundhacre estuda abrir sala de doação de sangue na unidade

Publicidade

ALE-RO

ÓTICA DINIZ



Desenvolvimento