Conectado por

Mato Grosso

Órgãos se reúnem para avaliar risco de desprendimento de rochas no Portão do Inferno em Mato Grosso


Compartilhe: Entre no nosso grupo do Whatsapp

Publicado por

em

A Defesa Civil de Mato Grosso participa, na tarde desta segunda-feira (10), de uma reunião com outros órgãos para avaliar o risco de desprendimento de rochas no Portão do Inferno, na Chapada dos Guimarães, e região. No ano passado, em decorrência das chuvas fortas, foi registrado deslizamento de terra na região. Em todo o país as chuvas têm causado problemas, o que deixa a Defesa Civil em alerta.

A reunião acontece desde às 14h de hoje (10). Além da Defesa Civil também participam representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) e Corpo de Bombeiros. O objetivo principal é avaliar o risco de desprendimento de rochas no Portão do Inferno e região.

Deslizamentos de terra e desprendimento de rochas não são incomuns na região. Em novembro do ano passado parte da Estrada da Chapada (MT-251) ficou bloqueada por causa de um deslizamento de terra. A mesma situação ocorreu na rodovia no ano de 2016, também por causa das fortes chuvas.

Em outros pontos chegou a haver interdição, por causa do risco. No ano de 2008 a cachoeira do Véu de Noiva foi fechada após desmoronamento de rochas, que causou a morte de uma adolescente de 17 anos e deixou 20 pessoas feridas. Em 2015 o Mirante de Chapada dos Guimarães foi interditado em decorrência da possibilidade de desabamento. À época foi identificado risco iminente de desabamento do solo em placas de até 15 metros, em vários pontos.

Tragédia em MG

Dez pessoas morreram após a queda de parte de um paredão de rochas em uma área turística de Capitólio, em Minas Gerais. As causas ainda estão sendo apuradas, mas especialistas já avaliam que a queda pode ter sido causada por características naturais da rocha, bem como ação da água e do vento.

As imagens da tragédia, que circulam pela internet, chocaram todo o país. Ao todo, 32 pessoas ficaram feridas. A Defesa Civil local já recomendou que as autoridades suspendam os passeios turísticos no local.

 

Olhar Direto

Publicidade
Betfair

ALE-RO

ÓTICA DINIZ
Online Cassino


Desenvolvimento