Conectado por
Governo de Rondônia

Agronegócios

Ministra Tereza Cristina cumpre missão de ampliar e fortalecer mercados em países árabes

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Os últimos dias foram agitados para a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e a comitiva empresarial do MAPA, mas de grandes conquistas.  Foram visitados quatro países do Oriente Médio – Egito, Arábia Saudita, Kuwait e Emirados Árabes Unidos –. O foco foi manter as relações comerciais, além de expandir os potenciais negócios bilaterais. O último país foi os Emirados Árabes. Confira a trajetória abaixo.

Trajetória

Egito – Tereza Cristina e a comitiva de empresários brasileiros chegaram ao Oriente Médio no dia 12 de setembro. O primeiro país a recebê-los foi o Egito, na capital Cairo. Lá, a ministra teve as primeiras conquistas: abertura de mercado para produtos lácteos brasileiros e importação de uva e alho egípcio.

Arábia Saudita – Segundo país da lista, foram realizados acordos para exportação de castanhas, frutas e ovosprodutos. A ministra Tereza Cristina evidenciou a possibilidade de reabilitação de quatro plantas de carne de frango brasileiras retiradas, em janeiro desde ano, da lista de unidades que podem exportar ao país árabe. Em novembro, a Arábia enviará uma missão técnica para fazer a verificação dessas plantas.

No Kuwait, a ministra conseguiu a abertura do mercado para o mel do Brasil. Outras possibilidades foram discutidas, como a ampliação das exportações de carne bovina brasileira e uma nova emissão de certificados de exportação e cooperação técnicas na área de pesca e aquicultura.

Emirados Árabes – Toda a equipe visitou, no último final de semana, a fazenda Al Adla Farm, produtora de frutas e legumes, como tomates, banana, pepino – projeto realizado em pleno deserto através do processo de dessalinização – e a fábrica da BRF, onde 100% da carne de frango utilizada é brasileira. Tiveram a oportunidade de conhecer e trocar conhecimentos numa fazenda de criação de peixes que possui tanques climatizados para reprodução de espécies como hamachi e salmão.

Na última quinta-feira, dia 19 de setembro, todo o grupo se reuniu com Saeed Al Ameri, diretor-geral da Agência de Agricultura e Segurança Alimentar. Durante a reunião, a ministra tratou de investimentos para obras de infraestrutura no Brasil, com foco no PPI (Programa de Parcerias de Investimentos). O programa possui projetos como a Ferrogrão e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, corredores ferroviários que serão importantes para o escoamento da produção de grãos e transporte até os portos.

Saeed e as demais autoridades presentes na reunião sugeriram que o Brasil envie uma lista com os projetos considerados mais exitosos e demonstraram interesse em firmar cooperações com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), que conheceram em 2017.

“Foi impressionante a maneira como os árabes receberam a ministra Tereza Cristina. Durante as reuniões, as vontades e os argumentos ficaram bem claros, de ambos os lados. Eles realmente buscam parcerias muito fortes com o nosso país, estão dispostos a manter o que já temos e abertos para criar novas parcerias bilaterais. Há intenções plausíveis de ampliar as exportações de carnes de frango e bovina, açúcar refinado, milho e outros produtos. As visitas foram extremamente positivas e produtivas. A ministra fez um trabalho excelente e estas proximidades valorizam muito nossos produtos brasileiros e nos diferenciam de outros mercados. A seriedade e a firmeza da ministra nos colocam em um patamar de confiabilidade muito grande. É um trabalho que retornará com bons negócios para nosso país”, conta Ali Saifi, diretor-executivo da Cdial Halal e um dos empresários da comitiva da ministra.

Exportações em 2019

Segundo a Câmara de Comércio Árabe Brasileira, os países árabes, somados, foram o terceiro principal destino de produtos brasileiros entre janeiro e julho deste ano, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Em julho deste ano, as exportações do Brasil aos países árabes cresceram 27,4% em comparação com o resultado do mesmo mês em 2018, somando US$ 1,2 bilhão. Foi o melhor desempenho mensal de 2019 até o momento.

Exportação brasileira de carne de frango – 50% é halal

Mercados 1° semestre 2019
mil toneladas
PARTICIPAÇÃO
1 CHINA 257.90 12,9%
2 ARABIA SAUDITA 239.93 12,0%
3 JAPAO 202.64 10,1%
4 EMIRADOS ARABES 192.06 9,6%
5 AFRICA DO SUL 145.14 7,2%
6 UNIÃO EUROPEIA 129.93 6,5%
7 HONG KONG 93.93 4,7%
8 COVEITE 57.37 2,9%
9 COREIA DO SUL 54.04 2,7%
10 IEMEN 51.07 2,6%

Fonte: ABPA

Cdial Halal – é uma das empresas com maior credibilidade no segmento de certificação halal do mundo. É a única no Brasil que recebeu a certificação ISO 9001:2015 da ABS Quality Evalutions para frigoríficos de aves e bovinos e produtos industrializados halal. Cresceu focada no seu negócio com atividades relacionadas ao abate de frangos, perus, patos e bovinos, incluindo também produtos industrializados. Saiba mais www.cdialhalal.com.br.

Mais informações:

LN Comunicação

Lucia Nunes – diretora e jornalista responsável

Natielly Santos – auxiliar de comunicação

55 11 3458.7724 / 99968.4105 [email protected]

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *