Conectado por
Governo de Rondônia

Rondônia

Marcos Rogério cobra recuperação de trecho na BR-364

Publicado por

em


Continua após a publicidade

Senador solicitou providências ao DNIT em relação ao trecho da rodovia entre Itapuã do Oeste e Porto Velho

O vice-líder do Governo no Congresso, senador Marcos Rogério (DEM-RO), enviou ao DNIT um ofício cobrando providências em relação a recuperação da BR-364, entre os KM-670 e KM-690, trecho compreendido entre os municípios de Itapuã do Oeste e Porto Velho.

De acordo com Marcos Rogério, a rodovia neste trecho está em péssimo estado. “Quem precisa passar por esta parte da BR precisa estar atento o tempo inteiro para desviar dos incontáveis buracos e crateras ao longo da pista. Isso causa muitos prejuízos aos motoristas e, o mais grave, coloca em risco a segurança e a vida das pessoas que precisam passar pela rodovia”, ressaltou o senador.

Em resposta à solicitação do senador rondoniense, o diretor-geral do DNIT, Antônio Leite dos Santos Filho, enviou documento explicando que para o trecho em questão já há contrato firmado para realização de obras de manutenção na via. Já no que se refere ao trecho da travessia urbana de Itapuã do Oeste, onde estão localizados os pontos mais críticos, um outro contrato foi firmado para a recuperação da pista, no entanto, após fiscalização, foi constatado que o serviço foi mal executado. “Importa esclarecer que boa parte dos problemas decorre da qualidade dos materiais utilizados na execução do pavimento do trecho. Diante disso, já realizada perícia técnica, a Superintendência Regional do DNIT em Rondônia notificou a empresa responsável pela execução das obras”, explicou o diretor-geral, em ofício. A notificação é para que a empresa refaça todo o serviço no trecho, logo após o período das chuvas, previsto para os meses de abril/maio deste ano.

O senador Marcos Rogério agradeceu o rápido retorno do Departamento e disse que vai fiscalizar o andamento das obras nesse trecho e nos demais que estão comprometidos ao longo da rodovia. “Apesar do momento de crise na saúde pública devido à pandemia do Coronavírus, não podemos descuidar de outras áreas essenciais, como a da infraestrutura. Continuo atento a situação de nossas rodovias”, destacou.

(AI)