Conectado por
Governo de Rondônia

Política

Lira indica deputada Magda Moffato para relatoria do caso Silveira; líder tucano reage

Publicado por

em


Continua após a publicidade

O presidente da Câmara dos Deputados, Arhur Lira (PP-AL), indicou na manhã desta sexta-feira (19) a deputada Magda Moffato (PL-GO) para ser a relatora do caso do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

Na noite desta quinta-feira (18), o líder do PSDB, Rodrigo de Castro (PSDB-MG), tinha anunciado o nome do deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) como relator do caso.

“Carlos Sampaio não tinha sido designado para a relatoria”, disse ao blog presidente da Câmara.

Na reunião de líderes, o nome de Carlos Sampaio foi apresentado ao colegiado para relator do caso. Na sequência, o próprio Lira telefonou para Sampaio, mas, segundo relatos, o presidente da Câmara ainda aguardava a confirmação do tucano.

O blog apurou que deputados bolsonaristas reagiram fortemente ao nome de Carlos Sampaio, por ele ter se posicionado favorável à manutenção da prisão de Silveira pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Reação do PSDB

 

O líder Rodrigo de Castro disse que o PSDB “estranhou muito a mudança” na relatoria. Ele reforçou que Sampaio havia sido convidado por Lira.

“Estranhamos muito a mudança. Carlos Sampaio havia sido comunicado e tem todos atributos para função, mas isso não muda o posicionamento do PSDB, porque a questão é muito maior do que uma decisão da presidência. Vamos continuar num esforço para que a Câmara faça a melhor escolha, que é referendar a posição do STF”, afirmou Castro ao repórter Nilson Klava, da GloboNews.

Carlos Sampaio também se manifestou após a escolha de Lira pela deputada Magda Moffato. Ele disse, em nota divulgada à imprensa, que foi “surpreendido” pela decisão do presidente da Câmara.

“Obviamente, fui surpreendido com essa decisão de mudança do relator, ocorrida no final da noite de ontem [quinta-feira], quando já estava fazendo a análise de todos os aspectos processuais e de mérito que envolvem a questão do deputado Daniel Silveira”, escreveu Sampaio.

G1